ABORDAGENS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO ENSINO FORMAL EM MOÇAMBIQUE

Autores

  • Manuel Pastor Francisco Conjo Universidade Federal de Viçosa
  • David Benjamim Chichango Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente
  • Arcidio José Tamele Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente
  • Ermelinda José Simão Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente
  • Ajosia da Lídia Basílio Muipela Antônio Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente
  • Octávio Manuel de Jesus Universidade Pedagógica de Maputo

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i12.3454

Palavras-chave:

Environmental education. Climate change. Teaching. Mozambique.

Resumo

A educação ambiental é um processo contínuo e permanente de formação de uma população consciente para com os problemas ambientais, uma população que busca solução dos problemas ambientais presentes e que procura prevenir problemas ambientais futuros.  Este artigo pretende compreender como a Educação Ambiental pode auxiliar na percepção das mudanças climáticas em Moçambique. Foram analisados os principais conteúdos de educcao ambiental seleccionados no ensino formal e as abordagens metodológicas da sua aplicação de modo a contribuir para o desenvolvimento da consciência ambiental nos alunos e consequente melhoria da qualidade ambiental rumo ao desenvolvimento sustentável. Para sua produção recorreu-se as pesquisas documental e bibliográfica, através de leitura, análise e selecção de diversos conteúdos que fazem parte deste. Analisados os programas de ensino, verificou-se que estão patentes conteúdos de educação ambiental tratando de matérias sobre os elementos do ambiente e as formas de preservação do ambiente, nas disciplinas de Português, Ciências Naturais e Ciências Sociais no ensino primário e no ensino secundário nas disciplinas de Geografia, Física, Química, Biologia e Agropecuária, e são estratégias metodológicas escolhidas para o tratamento de conteúdos sobre a educação ambiental, a ilustração, a observação, interpretação, análise, síntese e avaliação de fenómenos físico-naturais, reflexão conjunta, discussão em grupos e visitas de estudo, não obstante, não há clareza na inclusão de conteúdos sobre mudanças climáticas nos programas de ensino. Torna-se importante a convergência entre os vários campos de abordagem, como o uso da relação entre a educação ambiental e mudanças climáticas para a formação de uma sociedade resiliente aos impactos das mudanças climáticas.

Biografia do Autor

Manuel Pastor Francisco Conjo, Universidade Federal de Viçosa

Doutorando em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa – Minas Gerais –Instituição: Universidade Pedagógica de Maputo/Universidade Federal de Viçosa. Mestrado em Gestão Ambiental pela Universidade Pedagógica de Maputo – Moçambique. Bacharel e Licenciado em Ensino de Geografia pela Universidade Pedagógica de Maputo – Moçambique Técnico Superior em Higiene e Segurança no Trabalho e Meio Ambiente pela Ensine Moçambique. E-mail: pastorconjo007@gmail.com

David Benjamim Chichango, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente

Mestrando em Gestão Ambiental, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente, Universidade Pedagógica de Maputo, Moçambique. Prof. de Geografia, Licenciado em Ensino de Geografia, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente, Universidade Pedagógica de Maputo, Moçambique. Email: davidchitlhango@gmail.com

Arcidio José Tamele, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente

Mestrando em Gestão Ambiental, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente, Universidade Pedagógica de Maputo, Moçambique. Licenciado em Gestão Ambiental, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente, Universidade Pedagógica de Maputo, Moçambique. E-mail: tamelinho73@gmail.com

Ermelinda José Simão, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente

Mestranda em Gestão Ambiental, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente, Universidade Pedagógica de Maputo, Moçambique. Professora. Licenciada em Ensino de Física. Faculdade de Ciências Naturais e Matemática. Universidade Pedagógica de Maputo. E-mail: ermelindasimao@gmail.com

Ajosia da Lídia Basílio Muipela Antônio, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente

Mestranda em Gestão Ambiental, Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente, Universidade Pedagógica de Maputo, Moçambique. Bióloga. Licenciada em Ciências Biológicas, Universidade de Lúrio, Moçambique. E-mail: ajosiamuipela@gmail.com

Octávio Manuel de Jesus, Universidade Pedagógica de Maputo

Doutor em Ciências Pedagógicas, moçambicano, funcionário do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Membro de Júri, Supervisor e Arguente nas Defesas de Monografias, Dissertações em Havana-Cuba e Maputo- Moçambique. Supervisor das teses de Doutoramento em Moçambique. Docente na Universidade Pedagógica de Maputo (desde 2006), categoria Professor Auxiliar. E-mail: Octaviom2001@yahoo.es

Downloads

Publicado

30/12/2021

Como Citar

Conjo, M. P. F. ., Chichango, D. B. ., Tamele, A. J. ., Simão, E. J. ., Antônio, A. da L. B. M. ., & Jesus, O. M. de . (2021). ABORDAGENS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO ENSINO FORMAL EM MOÇAMBIQUE. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(12), 140–157. https://doi.org/10.51891/rease.v7i12.3454

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)