A IMPORTÂNCIA DO PROFESSOR RECUPERADOR NA ESCOLA PARA FAZER FACE A RETOMA DAS AULAS NO PERÍODO DE COVID-19 EM MOCAMBIQUE (CASO DE ESTUDO MUNICÍPIO DE BOANE – BAIRRO CAMPOANE)

Autores

  • Manuel Pastor Francisco Conjo Universidade Pedagógica de Maputo/Universidade Federal de Viçosa
  • Octavio Manuel de Jesus Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
  • Vitor Alves da Silveira Universidade Federal de Viçosa
  • Daniel Bruno da Silva Triumpho Universidade Federal de Viçosa
  • David Benjamim Chichango Universidade Pedagógica de Maputo
  • Elisangela da Silva Evangelista Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.1018

Palavras-chave:

Educação, Professor recuperador, Recuperação dos Alunos.

Resumo

O objetivo principal dessa pesquisa é mostrar a importância do professor recuperador em sala de aula trabalhando em parceria com o professor titular, como forma de apoiar no entendimento nas matérias no período pós paralisação das aulas e não só. O professor recuperador e os novos mecanismos de apoio escolar serão fundamentais no processo de recuperação de alunos. Este estudo teve como metodologia o método qualitativo por ser considerado o mais adequado aos objetivos propostos, tendo sido utilizado como instrumento para coleta de dados o questionário e a observação.  Acredita-se que a pesquisa seja relevante, uma vez que podemos perceber que a interferência de um professor recuperador em sala de aula, principalmente nas quais há um número excessivo de alunos, se faz imprescindível na contribuição da formação dessas crianças. Conclui-se que a presença do professor recuperador em sala de aulas seria mais-valia na atualidade, principalmente quando se depara com salas que tem um número excessivo de alunos, como também nas salas cujo, desenvolvimentos dos educandos são bem diferentes.

Biografia do Autor

Manuel Pastor Francisco Conjo, Universidade Pedagógica de Maputo/Universidade Federal de Viçosa

Bacharel e Licenciado em Ensino de Geografia pela Universidade Pedagógica de Maputo – Moçambique.  Técnico Superior em Higiene e Segurança no Trabalho e Meio Ambiente pela Ensine Moçambique. Mestrado em Gestão Ambiental pela Universidade Pedagógica de Maputo – Moçambique. Doutorando em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa – Minas Gerais – Brasil. Instituição: Universidade Pedagógica de Maputo/Universidade Federal de Viçosa. E-mail: pastorconjo007@gmail.com/m.conjo@hotmail.com.

Octavio Manuel de Jesus, Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Doutor em Ciências Pedagógicas, componente Educação Ambiental, através da disciplina de Geografia, no Instituto Central das Ciências Pedagógicas de Havana-Cuba. Mestrado em Didáctica da Geografia, Menção Geografia Económica e Social, no Instituto Superior Pedagógico “Enrique José Varona” em Havana-Cuba. Licenciatura em Ensino de História e Geografia, no Instituto Superior Pedagógico de Maputo-Moçambique. Funcionário do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Docente na Universidade Pedagógica de Maputo (desde 2006), categoria Professor Auxiliar, nas seguintes cadeiras científicas: Gestão Ambiental e Educação Ambiental; Didáctica de Geografia; Geografia de Moçambique I e II; Temas de Actualidade em Geografia Física Geral e Geografia Física Regional. Membro de Júri, Supervisor e Arguente nas Defesas de Monografias, Dissertações em Havana-Cuba e Maputo- Moçambique. Supervisor das teses de Doutoramento em Moçambique.      E-mail: Octaviom2001@yahoo.es.

Vitor Alves da Silveira, Universidade Federal de Viçosa

Gestão Ambiental, Engenharia Agronômica, mestrado em Ciência Florestal. Doutorando em Ciências Ambientais e Florestais. Instituição: Universidade Federal de Viçosa.

Daniel Bruno da Silva Triumpho, Universidade Federal de Viçosa

Bacharel e licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Viçosa. E-mail: danielbond2@gmail.com.

David Benjamim Chichango, Universidade Pedagógica de Maputo

Concluinte do Curso Médio de Formação de Professores Primários (2005) pelo Instituto de Formação de Professores Primários de Chibututuine - Manhiça. Maputo. Licenciado em Ensino de Geografia com Habilitações em Turismo (2018), Universidade Pedagógica de Maputo. Professor de Geografia no Ensino Geral e Monitor nas disciplinas de Gestão e Educação Ambiental na Universidade Pedagógica de Maputo - Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente. Mestrando em Gestão Ambiental, Universidade Pedagógica de Maputo.

Elisangela da Silva Evangelista, Universidade Federal de Viçosa

Licenciada em Pedagogia com habilitação para Educação Infantil, Anos Iniciais do Ensino Fundamental, Gestão Escolar e Supervisão Pedagógica. Instituição: Universidade Federal de Viçosa. E-mail: elisaangela.evangelista@gmail.com.

Downloads

Publicado

30/04/2021

Como Citar

Conjo, M. P. F. ., Jesus, O. M. de ., Silveira, V. A. da ., Triumpho, D. B. da S. ., Chichango, D. B. ., & Evangelista, E. da S. . (2021). A IMPORTÂNCIA DO PROFESSOR RECUPERADOR NA ESCOLA PARA FAZER FACE A RETOMA DAS AULAS NO PERÍODO DE COVID-19 EM MOCAMBIQUE (CASO DE ESTUDO MUNICÍPIO DE BOANE – BAIRRO CAMPOANE). Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(4), 855–868. https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.1018