A ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE ÀS DEMANDAS DO IDOSO INSTITUCIONALIZADO: REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA

Autores

  • Luziana Magnólia Silva Universidade Luterana do Brasil-CEULS/Ulbra
  • Lorena Guimarães Ferreira Honorato Universidade Luterana do Brasil-CEULS/ULBRA 

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i12.7973

Palavras-chave:

Políticas públicas. Serviço social. Pessoa idosa.

Resumo

O presente artigo versa sobre o fazer profissional do Serviço Social frente a pessoa idosa Institucionalizada, como agente   instrumentalizados para a conquista da cidadania na garantia de direitos, sendo um profissional que possui como especificidade a atuação no acesso dos indivíduos aos seus direitos sociais através das políticas públicas no que diz respeito a uma velhice digna, independente e autônoma. Explana a elaboração de projetos e programas através de ações e campanhas para alcançar o bem-estar e proteger o direito do idoso elencadas na Constituição Federal de 1988 e outros segmentos que compõe essa rede de proteção para com o idoso Institucionalizado e a articulação com o vínculo familiar. Compreende-se que o Serviço Social tem muito a contribuir para a garantia de direitos da população idosa e identifica-se a necessidade de melhorar a qualidade dos serviços destinados a este público, com ações efetivas, e principalmente a participação da família, devido suas vulnerabilidades.

Biografia do Autor

Luziana Magnólia Silva, Universidade Luterana do Brasil-CEULS/Ulbra

Acadêmica do bacharelado em serviço social da Universidade Luterana do Brasil-CEULS/Ulbra. 

Lorena Guimarães Ferreira Honorato, Universidade Luterana do Brasil-CEULS/ULBRA 

Mestre em Promoção de saúde- Universidade adventista de São Paulo – UNASP- docente graduada pela Universidade Luterana do Brasil-CEULS/ULBRA. 

Downloads

Publicado

30/12/2022

Como Citar

Silva, L. M. ., & Honorato, L. G. F. . (2022). A ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL FRENTE ÀS DEMANDAS DO IDOSO INSTITUCIONALIZADO: REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(12), 282–296. https://doi.org/10.51891/rease.v8i12.7973

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)