O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO COMO INSTRUMENTO DA GESTÃO ESCOLAR NA PERSPECTIVA DA ESCOLA CUIABANA

Autores

  • Simone Siqueira de Souza Rocha Creche Municipal Sebastião Tolomeu
  • Carla Aparecida Marcondes Rondon Bueno Creche Municipal Sebastião Tolomeu
  • Marco Antonio Alves Braga Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7351

Palavras-chave:

Projeto Político Pedagógico. Educação Cuiabana. Gestão Democática.

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender o que significa o Projeto Político Pedagógico como instrumento da gestão escolar na perspectiva da Escola Cuiabana e seu processo de desenvolvimento para a transformação institucional e social. Para elaborá-lo, optou-se pela pesquisa teórica, diante da impossibilidade de realizar uma pesquisa empírica sobre o assunto. Buscou-se, portanto, construir um quadro teórico. Em interlocução com diferentes autores, que têm explorado a temática, como Veiga (1998, 2001), Libâneo (2003), Padilha (2002), Machado e Silva (2019) entre outros. A análise foi realizada refletindo, discutindo, comparando e agregando dados da literatura sobre princípios, conceitos, importância, elaboração, implementação, acompanhamento e avaliação do Projeto Político Pedagógico. Por meio dessa pesquisa teórica percebeu-se que o projeto político pedagógico deve considerar as singularidades e a participação de todos os sujeitos da comunidade escolar, dando ênfase à participação, criatividade, a liberdade de expressão, a capacidade reflexiva e a própria dinâmica dos envolvidos. Concluiu-se que o Projeto Político Pedagógico (PPP), no contexto da Escola Cuiabana, trabalha com os conhecimentos formais, ao mesmo tempo, em que inclui os conhecimentos sobre o significado social da cultura afro-brasileira e indígena em Cuiabá e a própria transmissão e transição do patrimônio cultural. A produção de conhecimentos é marcada pela história do lugar, quando as práticas culturais são produzidas nos percursos locais em conexão ou divergência com o contexto global. Dessa maneira, o fazer pedagógico está intrinsecamente relacionado à realidade histórica, regional, política, sociocultural e econômica, uma construção pautada na realização de um inventário da realidade da comunidade e de seu entorno. é instrumento de gestão fundamental para a transformação da escola, o qual lhe dá identidade própria, autonomia e favorece a agregação de esforços para cumprir com efetividade sua função social, melhoria da qualidade da educação a partir de metas claras para aprendizagem, da avaliação dos Projetos Político Pedagógicos, da autoavaliação dos docentes e gestão escolar e da avaliação institucional para a organização das rotinas escolares e auxílio nos resultados das aulas.

Biografia do Autor

Simone Siqueira de Souza Rocha, Creche Municipal Sebastião Tolomeu

Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG), com especialização em Educação Infantil pela Faculdade Mantenense dos Vales Gerais (INTERVALE), atualmente Coordenadora Pedagógica na Creche Municipal Sebastião Tolomeu.

Carla Aparecida Marcondes Rondon Bueno, Creche Municipal Sebastião Tolomeu

Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Cândido Rondon (UNIRONDON), com especialização em Educação Infantil com ênfase em Educação Especial pela Faculdade de Educação de Tangará da Serra, atualmente Gestora na Creche Municipal Sebastião Tolomeu.

Marco Antonio Alves Braga, Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá

Graduado em Pedagogia pelo Instituto Cuiabano de Educação (ICE), Especialista em Interdisciplinaridade pelo IBEPEX, Educação à Distância pelo SENAC, Educação de Jovens e Adultos e Economia Solidária pela UFMT. Professor na Rede Municipal de Ensino de Cuiabá, atualmente Coordenador de Organização Curricular na Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá.

 

Downloads

Publicado

10/11/2022

Como Citar

Rocha, S. S. de S. ., Bueno, C. A. M. R. ., & Braga, M. A. A. . (2022). O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO COMO INSTRUMENTO DA GESTÃO ESCOLAR NA PERSPECTIVA DA ESCOLA CUIABANA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 4019–4039. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7351

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)