FORMAÇÃO CONTINUADA, SABERES E PRÁTICA DOCENTE: TESSITURAS POSSÍVEIS

Autores

  • Sebastiana Nunes da Costa Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Bruna Tarcilia Ferraz Universidade Federal de Pernambuco
  • Denise Maria Botelho Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6452

Palavras-chave:

Formação Docente. Educação. Gênero e Sexualidade.

Resumo

Este artigo é parte da dissertação de mestrado cujo objetivo é trazer uma reflexão acerca da importância de se pensar a formação inicial e continuada de docentes para além de uma formação estritamente teórica. Trata de pensar a elaboração de uma formação docente para a construção de uma identidade individual e coletiva a partir das vivências na escola e do encontro com as histórias e saberes das diversas culturas que contribuíram e contribuem para a formação da sociedade brasileira. Uma reflexão feita a partir da leitura de teóricos no campo da formação docente. Buscando compreender de que forma essa formação contribui ou não para a construção das identidades e da prática docente para a sua atuação frente aos desafios das novas configurações sociais e em especial na formação para gênero e sexualidade.

Biografia do Autor

Sebastiana Nunes da Costa, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Mestra em Educação, Culturas e Identidades pela Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Bruna Tarcilia Ferraz, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em educação pela Universidade Federal de Pernambuco.

Denise Maria Botelho, Universidade Federal da Paraíba

Pós Doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba.

 

Downloads

Publicado

09/08/2022

Como Citar

Costa, S. N. da ., Ferraz, B. T. ., & Botelho, D. M. . (2022). FORMAÇÃO CONTINUADA, SABERES E PRÁTICA DOCENTE: TESSITURAS POSSÍVEIS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(7), 1411–1434. https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6452