APLICATIVOS DE TRANSPORTE X RELAÇÕES TRABALHISTAS: AS CONSEQUÊNCIAS DA UBERIZAÇÃO PARA OS MOTORISTAS DE APLICATIVOS

Autores

  • André Trindade Jardim Centro Universitário Una de Contagem
  • Janaína Alcântara Vilela Centro Universitário Una de Contagem

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5630

Palavras-chave:

Relações trabalhista. Uberização. Direitos trabalhistas. Tecnologia disruptiva. Aplicativos de Transporte.

Resumo

O trabalho apresentado em tela tem por intuito o estudo e análise do fenômeno da uberização e seus reflexos sociais consoante as leis trabalhistas. Não obstante, busca conceituar as inovações tecnológicas empregadas como ferramentas de trabalho e as suas razões desencadeadoras. A metodologia empregada foi por meio do aprofundamento em leis específicas, artigos, trabalhos pesquisas doutrinárias e jurisprudenciais. Busca-se realizar análise descritiva e explicativa, com fito de elucidar os pontos e contrapontos deste fenômeno. Neste sentido, entende-se a uberização como economia de compartilhamento, que faticamente impactou o mercado de consumo e de trabalho, revolucionando-o. Entretanto, apesar de tamanha evolução tecnológica, na esfera social e trabalhista trouxe uma ruptura gigantesca no que tange direitos trabalhistas, precarizando as relações trabalho, bem como atingindo direitos trabalhistas que foram duramente conquistados ao longo do tempo.

 

Biografia do Autor

André Trindade Jardim, Centro Universitário Una de Contagem

Graduando em Direito pelo Centro Universitário Una de Contagem. Artigo apresentado ao Centro Universitário Una de Contagem, como requisito para a conclusão do curso de Direito. E-mail: trindadedireito2@gmail.com

Janaína Alcântara Vilela, Centro Universitário Una de Contagem

Mestre em Direito Privado com ênfase em Direito do Trabalho pela PUC Minas (CAPES 6). E-mail janaina.vilela@prof.una.br

Downloads

Publicado

01/06/2022

Como Citar

Jardim, A. T. ., & Vilela, J. A. . (2022). APLICATIVOS DE TRANSPORTE X RELAÇÕES TRABALHISTAS: AS CONSEQUÊNCIAS DA UBERIZAÇÃO PARA OS MOTORISTAS DE APLICATIVOS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 2181–2198. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5630