USO DO EXTRATO DE PRÓPOLIS NO TRATAMENTO DA CANDIDÍASE

Autores

  • Fernanda Hirschberg Corte Centro universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS
  • Amanda Nogueira Centro universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS
  • Daniele Michelin Paganotte Centro universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7654

Palavras-chave:

Própolis. Ação antimicrobiana. Candidiase.

Resumo

Esse artigo buscou realizar uma revisão da literatura sobre a influência da ação antimicrobiana da própolis na saúde da mulher, destacando sua utilização no tratamento da candidíase. A candidíase é uma infecção oportunista causada por Candida, um tipo de fungo, que está presente no organismo feminino sem causar danos, porém a sua disfunção pode desencadear o fator patogênico dessa levedura. É a partir disso que se houve a necessidade de buscar por novas substâncias antifúngicas através de produtos de origem natural, tomando espaço e expandindo esse mercado. A metodologia utilizada foi de revisão bibliográfica, onde foram utilizados artigos que versarão sobre a temática. Concluiu-se que o extrato de própolis é barato e acessível à população. Recebendo desse modo mais atenção quando se diz respeito a patologias vaginais, sendo uma alternativa terapêutica em casos recorrentes, fazendo com que o uso de antibióticos agressivos a microbiota feminina possam ser substituídos por métodos naturais de tratamento. Portanto, o extrato de própolis conforme mostram vários estudos possuem ação antimicrobiana eficiente e comparável à antibióticos já utilizados na rotina, mas com menor preço, acesso facilitado e de origem natural. Em vista disso esse extrato com inúmeros bioativos vem se destacando e sendo incluído em protocolos médicos, mostrando resultados satisfatórios com índices de toxicidades baixos.

Biografia do Autor

Fernanda Hirschberg Corte, Centro universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS

Graduanda do Curso de Farmácia pelo Centro Universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS. 

Amanda Nogueira, Centro universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS

Graduanda do Curso de Farmácia pelo Centro Universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS. 

Daniele Michelin Paganotte, Centro universitário da Fundação Hermínio Ometto – FHO-UNIARARAS

Doutora em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP. 

Downloads

Publicado

23/11/2022

Como Citar

Corte, F. H. ., Nogueira, A. ., & Paganotte, D. M. . (2022). USO DO EXTRATO DE PRÓPOLIS NO TRATAMENTO DA CANDIDÍASE. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 4592–4606. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7654