UTILIZAÇÃO DE DUAS APLICAÇÕES DE PROSTAGLANDINA NO PROTOCOLO DA IATF: BUSCA DO AUMENTO DA TAXA DE FERTILIDADE DAS MATRIZES

Autores

  • Amanda Graff de Oliveira UNINASSAU
  • João Paulo Menegoti UNINASSAU

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7520

Palavras-chave:

IATF. Prostaglandina. Fertilidade. Fêmeas Bovinas.

Resumo

A Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), na bovinocultura, é uma técnica que visa promover uma sincronização da ovulação a qual é pré determinada nas fêmeas bovinas sem necessidade de identificação de cio. O presente trabalho tem como objetivo analisar o uso de uma dose adicional de prostaglandina na realização da IATF em fêmeas bovinas, sendo feita a avaliação de dois grupos com 116 fêmeas bovinas cada, considerando que o primeiro grupo recebeu uma dose adicional de prostaglandina e o segundo seguiu protocolo normal da IATF. O estudo foi realizado na Estancia Menezes, a qual concordou com os procedimentos a serem realizados, sendo que todos os processos foram acompanhados por uma médica veterinária experiente. A pesquisa foi feita a partir da metodologia qualitativa descritiva que visa descrever os processos e resultados do uso de uma dose adicional de prostaglandina no protocolo da IATF. As informações foram apanhadas a partir do conceito teórico e prático dos processos da técnica, os dados foram coletados e descritos apresentando evidências que o uso de uma segunda dose de prostaglandina proporciona um aumento significativo na taxa de prenhez das fêmeas à que foram submetidas.

Biografia do Autor

Amanda Graff de Oliveira, UNINASSAU

Graduanda em Medicina Veterinária pelo Centro Universitário UNINASSAU de Cacoal. 

João Paulo Menegoti, UNINASSAU

Docente, Mestre do curso de Medicina Veterinária pelo Centro Universitário UNINASSAU de Cacoal.

Downloads

Publicado

18/11/2022

Como Citar

Oliveira, A. G. de ., & Menegoti, J. P. . (2022). UTILIZAÇÃO DE DUAS APLICAÇÕES DE PROSTAGLANDINA NO PROTOCOLO DA IATF: BUSCA DO AUMENTO DA TAXA DE FERTILIDADE DAS MATRIZES. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 4376–4396. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7520