A PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES: ESTRESSE E MANEJO DO ESTRESSE EM TRABALHADORES

Autores

  • Tiago Platon Madeira Estácio de Macapá
  • Maria das Graças Teles Martins UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7264

Palavras-chave:

Psicologia Organizacional. Estresse e coping. Manejo do estresse. Trabalhadores.

Resumo

INTRODUÇÃO: O fenômeno do estresse é bastante conhecido por trabalhadores do âmbito laboral dado que o ambiente de trabalho é apontado como um dos principais provocadores de estresse e pode ocorrer diversas consequências nas esferas biopsicossociais do sujeito. Diante disso, cabe a responsabilidade do psicólogo das organizações, traçar estratégias de enfrentamento e manejo para administrar o estresse. OBJETIVO: Descrever e discutir a importância da psicologia nas organizações e a atuação do psicólogo para o manejo do estresse em trabalhadores. METODOLOGIA: Baseada em pesquisa bibliográfica, descritiva e exploratória. Os materiais utilizados foram livros, artigos científicos, dissertações e periódicos disponíveis nos bancos de dados da Scielo, PePsic, BvSaúde, periódicos CAPES. RESULTADOS: Evidenciou-se que a intervenção de psicólogos nas organizações, tem atendido demandas clássicas referentes aos processos de gestão de pessoas, recrutamento, seleção e treinamento. A atuação e a prática do psicólogo abrangem a qualidade de vida, saúde e bem-estar no trabalho; constatou-se que o estresse está presente nas organizações; O estresse provoca, tensão crônica, dor de cabeça, sensação de esgotamento, pressão no peito, extremidades frias; ansiedade, medo, isolamento social, oscilação do apetite, impotência sexual. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conclui-se que o manejo do estresse utiliza técnicas e estratégias de coping e se direciona aos eventos estressores externos e internos, é focalizado no problema e na emoção. Ao direcionarmos a atenção para o trabalhador como um ser completo com suas facetas sociais, psicologias e biológicas percebemos que o trabalho ocupa um lugar muito importante em sua vida. Não se configura somente pela fonte de renda e realização profissional, mas pela satisfação pessoal no campo afetivo e emocional, quando isso não ocorre, torna-se um agente estressor no ambiente laboral. Assim, a falta do psicólogo no ambiente de trabalho traz um desfalque em relação a saúde mental e manejo do estresse laboral.

Biografia do Autor

Tiago Platon Madeira, Estácio de Macapá

Acadêmico do 10º. Semestre do curso de bacharelado em Psicologia/ Estácio de Macapá. E-mail: tiagoplaton06@hotmail.com

Maria das Graças Teles Martins, UNIFESP

Orientadora, Professora, Mestre em Saúde Coletiva/ UNIFESP e Ciências da Educação/ULHT-Portugal. E-mail: mgtmartins@gmail.com

Downloads

Publicado

31/10/2022

Como Citar

Madeira, T. P. ., & Martins, M. das G. T. . (2022). A PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES: ESTRESSE E MANEJO DO ESTRESSE EM TRABALHADORES. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 1657–1678. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7264

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)