ABORTO PROVOCADO, EM ADOLESCENTES DA CELA, QUE TERMINARAM NO HOSPITAL MUNICIPAL ENTRE JANEIRO A OUTUBRO 2022

Autores

  • Herculano Calandula Kamalanga Instituto Superior Politécnico da Caala- Angola
  • Josias Justino Cambindja Chaves Instituto Superior Politecnico do Huambo- Angola
  • António Lumbombo Agostinho Palanca Instituto Técnico de Saúde da Cela- Angola

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7153

Palavras-chave:

Aborto. Adolescente. Útero. Séptico. Clandestino. Hospital. Cela.

Resumo

O aborto provocado é a interrupção intencional da gravidez, resultando na morte do nascente. É uma prática clandestina por excelência e carrega a marca da reprovação. Após algumas experiencias com mulheres adolescentes que fizeram abortos e observado o sofrimento das mesmas, este trabalho foi elaborado com o objectivo de  Conhecer a população envolvida na prática do aborto clandestino entre os adolescentes do município da cela; Escolheu-se o tema em estudo, em função do elevado índice de casos relacionados com o aborto provocado ou clandestino em populações adolescentes no município da Cela, e porque também são casos não notificados pela saúde pública;   O estudo do tema em referência revela estrema importância pois constitui um problema motivado e agravado, muitas vezes por falta de informação da população. Pois é um problema que afecta milhões de adolescentes em todo mundo e não obstante. Para esta pesquisa seleccionou-se o modelo qualitativo, descritivo e longitudinal, já que ele mostra-se geralmente apropriado quando existe a possibilidade de recolha de dados e variáveis a partir de amostras de uma população, os métodos utilizados são os Teóricos, Empíricos. No entanto, A ministração de palestras, a educação para a saúde, assim como o conhecimento dos riscos de um aborto clandestino pode ajudar os profissionais de saúde a erradicar esta prática no seio dos adolescentes no município da cela.

Biografia do Autor

Herculano Calandula Kamalanga, Instituto Superior Politécnico da Caala- Angola

Licenciado em Enfermagem pelo Instituto Superior Politécnico do Huambo, Pós graduado em Metodologia de Ensino em Ensino Superior pelo Instituto Superior Politécnico da Caala, Estagiario da Faculdade de Medicina do Huambo, Universidade José Eduardo dos Santos e Professor das disciplinas de Fisiologia e Anatomia Huamana, Nutrição e Enfermagem Geneco-Obstetrícia no Instituto Superior Politécnico da Caala e no Instituto Técnico de Saúde da Cela E-mail: herculano.kalandula@gmail.com.

Josias Justino Cambindja Chaves, Instituto Superior Politecnico do Huambo- Angola

Licenciado Em Fisioterapia pela Universidade do Estremos Sul Catarinense (UNESC), Especialista em Fisioterapia Cardiorespiratória pela Faculdade Inspirar, Mestre em Medicina do trabalho pela Faculdade de Medicina da Universidade de Cuimbra, Doutorando em Ciências de Saúde pela Universidade de Lisboa, Professor do Instituto Superior Politecnico do Huambo, Professor da Pós-graduação em Saúde Publica dos Institutos Superior Politécnico da Caala e Jean Piag de Benguela.

António Lumbombo Agostinho Palanca, Instituto Técnico de Saúde da Cela- Angola

Licenciado em Enfermagem pelo Instituto Superior Politécnico do Huambo, Enfermeiro do Hospital Regional da Cela e Professor das Disciplinas de Nutrição e Saúde Colectiva no Instituto Técnico de Saúde da Cela.

 

Downloads

Publicado

31/10/2022

Como Citar

Kamalanga, H. C. ., Chaves, J. J. C. ., & Palanca, A. L. A. . (2022). ABORTO PROVOCADO, EM ADOLESCENTES DA CELA, QUE TERMINARAM NO HOSPITAL MUNICIPAL ENTRE JANEIRO A OUTUBRO 2022. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 683–698. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7153

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)