REFLEXÕES ACERCA DA PSICOLOGIA NOS CUIDADOS PALIATIVOS

Autores

  • Nicole de Oliveira Ornelas Carvalho UNIREDENTOR
  • Thamyres Bandoli Tavares Vargas UNIREDENTOR

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7034

Palavras-chave:

Psicólogo hospitalar. Cuidados paliativos. Equipe multidisciplinary.

Resumo

O psicólogo hospitalar possui um papel importante frente o acompanhamento de pessoas  que recebem, acompanham ou ofertam cuidados paliativos. Em tal contexto, o profissional da Psicologia oferta um cuidado complementar, em parceria com a equipe multidisciplinar. Visto isso, a realização do presente trabalho justifica-se pela necessidade dos envolvidos, seja paciente, família ou equipe, de receber atenção e escuta qualificada, dada a complexidade dos processos subjetivos que envolvem tal processo. Desta forma, o presente artigo tem como objetivo descrever o que são os cuidados paliativos e  como a equipe multidisciplinar atua em tal caso dando ênfase ao papel do psicólogo atuante nos cuidados paliativos. Além disso, será feito reflexões acerca da importância das relações familiares nos cuidados paliativos. Para tanto, o artigo foi construído através de uma pesquisa bibliográfica narrativa que se constituiu através de análise de literatura encontrada em livros, revistas e artigos científicos na qual se discorre profundamente sobre o assunto. Com isso conclui-se que o psicólogo se faz necessário em uma equipe multidisciplinar auxiliando aos pacientes e seus familiares, assim como os profissionais da saúde, a lidar com o diagnóstico de terminalidade.

Biografia do Autor

Nicole de Oliveira Ornelas Carvalho, UNIREDENTOR

Discente do curso de Psicologia da UNIREDENTOR. E-mail: nicolepsic20@gmail.com. 

Thamyres Bandoli Tavares Vargas, UNIREDENTOR

Docente do curso de Psicologia da UNIREDENTOR. E-mail: thamyresbandoli.psi@gmail.com.

Downloads

Publicado

31/10/2022

Como Citar

Carvalho, N. de O. O. ., & Vargas, T. B. T. . (2022). REFLEXÕES ACERCA DA PSICOLOGIA NOS CUIDADOS PALIATIVOS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 451–467. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7034