RECONSTRUÇÃO AREOLAR POR MICROPIGMENTAÇÃO PARAMÉDICA PÓS-MASTECTOMIA

Autores

  • Francine Aparecida Sedorko Severiano Facuminas

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6606

Palavras-chave:

Mastectomia. Micropigmentação. Câncer de mama. Estética.

Resumo

O câncer de mama é a neoplasia que mais acomete mulheres, utilizando na maioria das vezes a mastectomia como forma de tratamento. O elevado número de mulheres submetidas a cirurgia mamária afeta sua autoestima, convivo social e sexualidade. A nova técnica utilizada no ramo estético é importante pois causa uma influência positiva do refazimento areolar, pois uma a cada cinco mulheres submetidas a mastectomia perdem a aréola. A micropigmentação paramédica realizada pelo profissional capacitado, seguindo as normas de biossegurança se mostra um procedimento seguro, rápido, eficaz. E consegue ainda elevar a autoestima da paciente, melhorar sua condição psicossocial e qualidade de vida.

Biografia do Autor

Francine Aparecida Sedorko Severiano, Facuminas

Pós-graduação em estética avançada. Graduanda em 2022 pela Facuminas. E-mail: fsedorko@hotmail.com.

Downloads

Publicado

31/08/2022

Como Citar

Severiano, F. A. S. . (2022). RECONSTRUÇÃO AREOLAR POR MICROPIGMENTAÇÃO PARAMÉDICA PÓS-MASTECTOMIA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(8), 305–312. https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6606