A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO FRENTE À PANDEMIA DO COVID-19: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Jennifer Ravarena Centro Universitário Campo Real 
  • Guilherme Aurélio Oliveira Centro Universitário Campo Real 
  • Altair Justus Neto Universidade Estadual do Centro-Oeste

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6582

Palavras-chave:

Covid-19. Coronavírus. Enfermeiro. Autonomia profissional.

Resumo

Objetivo: Analisar, baseado em evidências científicas, a importância da enfermagem em um momento pandêmico. Método:  Revisão integrativa da literatura acerca da atuação da enfermagem frente a covid-19.  Resultados: A discussão foi conduzida por 3 núcleos de sentido, eles são: Liderança, gestão, autonomia, protagonismo e reconhecimento; Adaptações, mudanças, capacitação e assistência ao paciente; Sobrecarga, falta de EPI (Equipamento de proteção individual), déficit de profissionais, exposição ao risco na linha de frente, más condições de trabalho e remuneração. Considerações finais: Enfrentar o desconhecido não é uma tarefa fácil, principalmente associado à más condições de trabalho e remuneração, falta de EPI e desvalorização, mas os profissionais de enfermagem se destacam, entrando na linha de frente, dando o seu melhor no âmbito de gestor, líder e cuidador, e mostrou como essa classe é essencial para o funcionamento de um sistema de saúde. Munidos de habilidades, técnicas e competência, atuando dentro da promoção, prevenção e recuperação desses pacientes.

Biografia do Autor

Jennifer Ravarena, Centro Universitário Campo Real 

Bacharel em Enfermagem Centro Universitário Campo Real. 

Guilherme Aurélio Oliveira, Centro Universitário Campo Real 

Bacharel em Enfermagem Centro Universitário Campo Real 

Altair Justus Neto, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Mestre em Enfermagem Universidade Estadual do Centro-Oeste- Paraná 

Downloads

Publicado

31/08/2022

Como Citar

Ravarena, J. ., Oliveira, G. A. ., & Justus Neto, A. . (2022). A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO FRENTE À PANDEMIA DO COVID-19: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(8), 548–559. https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6582