ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA INCIDÊNCIA DE SÍFILIS CONGÊNITA NO BRASIL ENTRE JANEIRO DE 2015 A DEZEMBRO DE 2019

Autores

  • Sarah Gomes Bergamo Universidade de Vassouras
  • Maria Carolina Menck Vieira Universidade de Vassouras
  • Kelly Paiva Guimarães Silveira Universidade de Vassouras

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6478

Palavras-chave:

Sífilis. Sífilis Congênita. DST. Puerpério. Pré-natal. Epidemiologia.

Resumo

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pela espiroqueta Treponema pallidum, e pode ser transmitida por via sexual, vertical ou hematogênica. Das muitas doenças transmitidas durante o puerpério e parto a sífilis é a que possui as mais elevadas taxas de transmissão vertical, principalmente nas fases primária e secundária, o que aumenta a chance de abortamentos e mortes perinatais. Esse estudo avalia fatores epidemiológicos como taxa de internação, número de óbitos e taxa de mortalidade em menores de um ano de idade. Dessa forma foram obtidos resultados que nos fizeram chegar à conclusão de que os eventos de sífilis congênita estão crescendo com o passar anos, por problemas como baixa escolaridade, a promiscuidade sexual, o baixo nível socioeconômico e, principalmente, a falta de apropriada assistência pré-natal. Na tentativa de reverter esse cenário, o Governo Federal junto do Ministério da Saúde vem implementando diversos programas que estimulam e fornecem informações básicas sobre DST, pré-natal e o tratamento da doença.

Biografia do Autor

Sarah Gomes Bergamo, Universidade de Vassouras

Discente do curso de Medicina da Universidade de Vassouras, Vassouras, Rio de Janeiro, Brasil sarah_bergamo@hotmail.com.

Maria Carolina Menck Vieira, Universidade de Vassouras

Discente do curso de Medicina da Universidade de Vassouras, Vassouras, Rio de Janeiro, Brasil.

Kelly Paiva Guimarães Silveira, Universidade de Vassouras

Docente do curso de Medicina da Universidade de Vassouras; Vassouras, Rio de Janeiro, Brasil.

Downloads

Publicado

31/08/2022

Como Citar

Bergamo, S. G. ., Vieira, M. C. M. ., & Silveira, K. P. G. . (2022). ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA INCIDÊNCIA DE SÍFILIS CONGÊNITA NO BRASIL ENTRE JANEIRO DE 2015 A DEZEMBRO DE 2019. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(8), 747–753. https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6478