REFLEXÕES SUSCITADAS SOBRE A AGRICULTURA FAMILIAR A PARTIR DO FILME “FUTUROS ANTIGOS – APRENDENDO COM LADAKH” E O CONTEXTO DE BELA CRUZ – CEARÁ

Autores

  • Marcos Antônio Pires EEMTI-  Geraldo Benoni Gomes Silveira em Lagoa do Carneiro
  • Rejane Maria da Silva EEM- Professora Marieta Santos

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6283

Palavras-chave:

Agricultura. Família. Local.

Resumo

A agricultura familiar é realidade presente no município de Bela Cruz – CE. Nesse sentido, uma abordagem histórica, geográfica e econômica se fez necessária para a análise da viabilidade da agricultura familiar como um incremento à economia local, compreender a visão dos agricultores familiares sobre os programas existentes e a perspectiva de melhorias para suas famílias e comunidades. Segundo Carneiro (2000, p. 131), há um consenso conceitual sobre: “por agricultura familiar entende-se, em termos gerais, uma unidade de produção onde trabalho, terra e família estão intimamente relacionados”. É em meio a esse universo com marcas históricas, geográficas e de grande potencialidade econômica com foco na agricultura que o PRONAF, com eixos de exploração no PNAE e no PAA, representou um aliado para a geração de emprego e renda, bem como, a melhoria de vida dos produtores da agricultura familiar. Diante de tantos desafios como o não envolvimento desse público com o universo tecnológico, o fechamento de famílias que tentaram sozinhas se sobressaírem, desconhecendo a riqueza do trabalho coletivo; o filme “Futuros Antigos: Aprendendo com Ladahk”, inspirado no livro “Ancient Futures: Learning from Ladahk” da autora Helen Norberg-Hodge contribuiu para uma profunda e rica reflexão sobre a invasão dos efeitos da globalização que assolam a humanidade. Buscar mecanismos para lutar contra tais práticas é preciso, para tanto temos que começar de onde estamos, precisamos investir no local e nos seus habitantes. O local é o único nível em que é possível concretizar a real integração de programas setoriais e sociedade civil organizada.

Biografia do Autor

Marcos Antônio Pires, EEMTI-  Geraldo Benoni Gomes Silveira em Lagoa do Carneiro

Graduação em Curso de Formação de Professores para as Séries Finais do Ensino Fundamental e Médio - Licenciatura Plena com Habilitação em Língua Portuguesa e Língua Inglesa pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2006). Especialista em Gestão Educacional pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-  UVA; Especialista em Gestão Escolar pela Universidade Estadual Vale do Acaraú- UVA (2014); Especialista em Ciências da Educação pelo Instituto de Teologia Aplicada - INTA (2012). Atualmente é Coordenador Escolar na EEMTI-  Geraldo Benoni Gomes Silveira em Lagoa do Carneiro - Acaraú - CE. Lattes:  http://lattes.cnpq.br/5028014182882409.

Rejane Maria da Silva, EEM- Professora Marieta Santos

Graduada em Pedagogia em regime especial pela Universidade Estadual Vale do Acaraú, e em formação de professores para as séries do ensino fundamental e médio pela Universidade Estadual do Ceará. Cursou Especialização em metodologia do ensino fundamental e médio pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (1999); Especialização em ensino de língua portuguesa e literatura pela Faculdade Farias Brito (2007) bem como Especialização em ciências da educação pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada (2012) além de Especialização em gestão escolar e coordenação pedagógica pela Faculdade Kurios. Funcionária efetiva da Rede Estadual do Ceará, atuando como Coordenadora Pedagógica na EEM Professora Marieta Santos. ID Lattes: 1558608850329631

Downloads

Publicado

30/07/2022

Como Citar

Pires, M. A. ., & Silva, R. M. da . (2022). REFLEXÕES SUSCITADAS SOBRE A AGRICULTURA FAMILIAR A PARTIR DO FILME “FUTUROS ANTIGOS – APRENDENDO COM LADAKH” E O CONTEXTO DE BELA CRUZ – CEARÁ. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(7), 275–292. https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6283