OS DESAFIOS DO ENFERMEIRO EMERGENCISTA NA ASSISTÊNCIA PRESTADA AS MULHERES EM VIVÊNCIA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Autores

  • Andressa dos Santos de Jesus Centro Universitário Dom Pedro II
  • Rebeca Maria dos Santos Silva Centro Universitário Dom Pedro II
  • Aiana da Silva Garcia Sales Centro Universitário Dom Pedro II 
  • Cathaline Teles Almeida Quirino Centro Universitário Dom Pedro II 
  • Erica Souza dos Santos Centro Universitário Dom Pedro ll 
  • Jaqueline Costa Bacelar Barreto Centro Universitário Dom Pedro II 
  • Lorena Souza dos Santos Centro Universitário Dom Pedro II 
  • Marília Aquino de Andrade Centro Universitário Dom Pedro II

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5566

Palavras-chave:

Violência contra mulher. Violência Doméstica. Emergência. Assistência em enfermagem.

Resumo

Introdução: No mundo inteiro a violência contra a mulher é entendida como um complicado obstáculo que ocasiona consequências que atingem toda a sociedade. Pela alta incidência desse tipo de violência, o setor saúde passou então a desempenhar um significativo papel no combate e identificação precoce desta que se tornou um grave problema de saúde pública. Objetivo: avaliação dos tantos desafios que os profissionais de enfermagem que exercem suas funções nos serviços de emergência enfrentam ao atender as mulheres que vivenciam no dia a dia a violência doméstica. Metodologia: Refere-se a uma revisão bibliográfica, produzido através da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), que utilizou como critérios de inclusão artigos publicados no período de 2010 a 2020, disponíveis na íntegra em português e inglês, originais e que abordasse a temática exposta, associados aos descritores. Resultado: Foram encontrados 16 artigos e após uma leitura detalhada dos materiais selecionados surgiram os seguintes subtópicos de análise: violência contra mulher: conceitos e tipo, evolução das medidas protetivas e das políticas públicas no combate a violência contra mulher, consequências vivencia de violência à saúde da mulher e a rede de atendimento e o enfermeiro emergencista como instrumento de combate à violência contra mulher. Considerações Finais: Constatou-se que o enfermeiro possui um significativo dever na luta contra a violência doméstica, entretanto para essa atuação ser efetiva é necessário que ele possua habilidades para conseguir acolher essas mulheres de maneira completa e mais humanizada possível.

Biografia do Autor

Andressa dos Santos de Jesus, Centro Universitário Dom Pedro II

Formação: Enfermeira Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: andressasantos57@hotmail.com 

Rebeca Maria dos Santos Silva, Centro Universitário Dom Pedro II

Formação: Enfermeira Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: rebecamaria98@outlook.com

Aiana da Silva Garcia Sales, Centro Universitário Dom Pedro II 

Formação: Graduanda em Enfermagem Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: garciaaiana5@gmail.com 

Cathaline Teles Almeida Quirino, Centro Universitário Dom Pedro II 

Formação: Enfermeira Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: Catinhatquirino@gmail.com

Erica Souza dos Santos, Centro Universitário Dom Pedro ll 

Formação: Graduanda em Enfermagem Instituição: Centro Universitário Dom Pedro ll E-mail: erica.dejesus@hotmail.com 

Jaqueline Costa Bacelar Barreto, Centro Universitário Dom Pedro II 

Formação: Enfermeira Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: jaqueline.bacelar@hotmail.com 

Lorena Souza dos Santos, Centro Universitário Dom Pedro II 

Formação: Enfermeira Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: lorenasouza7626@gmail.com 

Marília Aquino de Andrade, Centro Universitário Dom Pedro II

Formação: Graduanda em Enfermagem Instituição: Centro Universitário Dom Pedro II E-mail: mariliaaquino20@gmail.com. 

Downloads

Publicado

31/05/2022

Como Citar

Jesus, A. dos S. de ., Silva, R. M. dos S. ., Sales, A. da S. G. ., Quirino, C. T. A. ., Santos, E. S. dos ., Barreto, J. C. B. ., Santos, L. S. dos ., & Andrade, M. A. de . (2022). OS DESAFIOS DO ENFERMEIRO EMERGENCISTA NA ASSISTÊNCIA PRESTADA AS MULHERES EM VIVÊNCIA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 1499–1520. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5566

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)