REABSORÇÃO ÓSSEA DEVIDO A TRAUMA OCLUSAL AGRESSIVO: REVISÃO DE LITERATURA

Autores

  • Rafaela Dias Guilhen Universidade Brasil
  • Marcelo Boer Machado Universidade Brasil

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5531

Palavras-chave:

Trauma. Agressão. Periodonto. Reabsorção Óssea.

Resumo

O periodonto é um conjunto de estruturas ao redor do dente que sustentam e absorvem todos os impactos de forças externas, causada pelos dentes antagonistas, que é composto por fibras, osso propriamente dito e a gengiva, cada um apresenta sua função de proteção e sustentação. Eles tentam habituar estas forças, porém, podem ser influenciados pela direção, duração, frequência e a intensidade que poderá ocasionar em um trauma oclusal. Assim, esse processo resultará em danos ao aparelho de fixação e suporte da estrutura dentária. À vista disso, o trauma oclusal associado à lesão tecidual é classificado em primário e secundário. O trauma primário é descendente de forças da oclusão exercida no elemento dental com o periodonto saudável, ou seja, dentro dos padrões da normalidade. O trauma secundário ocorre quando forças oclusais normais ou excessivas são aplicadas nos elementos dentais, consequentemente, o tecido de sustentação estará reduzido, periodonto apresenta-se comprometido. Estas forças excessivas que causam injúria periodontal e dentária também são classificadas como agudas ou crônicas, a aguda é caracterizada por uma força bruta em dentes antagonistas que apresentam restaurações ou preparos protéticos, ocasionando em dor, sensibilidade à percussão e mobilidade dentária. O trauma crônico é mais frequente, desenvolvido em alterações causadas por desgaste dentário, movimentos de inclinação e extrusão dentária e pacientes com hábitos parafuncionais. Este estudo relatará a estratégia adotada para o tratamento de um paciente com diagnóstico clínico de reabsorção óssea devido à presença de interferência oclusal em um único elemento dental. Lar/epidermóide/escamocelular é a neoplasia maligna mais comum na cavidade oral, que atinge grande parte da população masculina acima dos 40 anos, comumente relacionado ao elitismo, tabagismo e exposição aos raios UV. As taxas de incidência e mortalidade variam de acordo com as condições socioeconômicas, raciais, ambientais, entre outras. O presente estudo visa relatar um caso e promover um estudo de caso aprofundado para que futuros diagnósticos sejam feitos precocemente, para que a qualidade de vida do paciente não seja prejudicada.

Biografia do Autor

Rafaela Dias Guilhen, Universidade Brasil

Graduanda em odontologia pela Universidade Brasil. E-mail: rafaela_guilhen@hotmail.com.

Marcelo Boer Machado, Universidade Brasil

Professor Orientador, Universidade Brasil.

Downloads

Publicado

31/05/2022

Como Citar

Guilhen, R. D. ., & Machado, M. B. . (2022). REABSORÇÃO ÓSSEA DEVIDO A TRAUMA OCLUSAL AGRESSIVO: REVISÃO DE LITERATURA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 490–508. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5531