INFECÇÃO RESPIRATÓRIA ALTA EM CRIANÇAS (IVAS)

Autores

  • Rafael Sousa Araújo Universidade de Aquino Bolívia

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5528

Palavras-chave:

Ivas. Repetição. Estudo.

Resumo

Este artigo trata de uma revisão bibliográfica a respeito das infecções das vias aéreas superiores (IVAS). Apresenta uma revisão da literatura através do método dedutivo, com pesquisas em sites, artigos on line com finalidade descritiva baseada em autores renomados e publicações diversas sobre o tema. De acordo com as referencias utilizadas, as IVAS já poderiam ser classificadas como IVAS de repetição a partir de três ou mais infecções por período ou semestre de outono-inverno. Segundo estudo realizado com crianças ambulatoriais com queixa de infecções de repetição,verificou-se que aproximadamente 50% delas eram crianças provavelmente saudáveis, 30% alérgicas, 10% portadoras de alguma patologia crônica e 10% imunodeficientes. Segundo a pesquisa, o acompanhamento dessas crianças deve ter como ponto de partida a tentativa de identificar uma causa de base para os processos respiratórios recorrentes. As crianças provavelmente saudáveis, em geral, apresentam crescimento e desenvolvimento normais. Assim, descreve-se os tipos de infecções suas causas, diagnósticos, sintomas prevenção, tratamento e possíveis complicações. Recomenda­-se a utilização de conceitos e condutas diagnósticas e terapêuticas atualizadas na prática clínica assim como a redução da indicação de exames diagnósticos dispensáveis e tratamentos desnecessários poderiam estar beneficiando crianças com infecções respiratórias comuns.

Biografia do Autor

Rafael Sousa Araújo, Universidade de Aquino Bolívia

Bacharel em medicina pela Universidade de Aquino Bolívia (UDABOL).

Downloads

Publicado

31/05/2022

Como Citar

Araújo, R. S. . (2022). INFECÇÃO RESPIRATÓRIA ALTA EM CRIANÇAS (IVAS) . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 509–521. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5528