PERFORMANCE DOS ENFERMEIROS EM SUPORTE IMEDIATO DE VIDA, COMO DETERMINANTE NA SEGURANÇA DO DOENTE CRÍTICO

Autores

  • José Luis Miranda Barriga Rosa Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo
  • Maria Dulce Santos Santiago Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Beja
  • Maria Paula Pelúcia Canelas Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5388

Palavras-chave:

Ressuscitação Cardiopulmonar. Enfermeiros. Desempenho psicomotor. Segurança. Parada cardíaca. Exercício de simulação.

Resumo

A doença cardíaca isquémica é a principal causa de morte no mundo. O reconhecimento precoce e o tratamento eficaz da pessoa em situação crítica, pode prevenir a ocorrência de paragens cardíacas, mortes e internamentos imprevistos em unidades de cuidados intensivos. Os profissionais de saúde, nomeadamente os enfermeiros, têm um papel fundamental enquanto elementos chave na realização de manobras de reanimação cardiorrespiratória, tornando-se urgente formar profissionais competentes nesta área, que contribuam para aumentar a segurança dos doentes em contexto de paragem cardíaca. Objetivo: neste sentido, pretende-se avaliar a performance dos enfermeiros do serviço de urgência em suporte imediato de vida, na resolução de um cenário de PCR, através de um exercício de prática simulada, antes e após uma sessão de formação em suporte imediato de vida. Métodos: desenvolveu-se um estudo exploratório-descritivo durante cinco semanas, nas quais foram realizadas 10 sessões formativas, compostas por 3 enfermeiros por sessão, com recurso à prática simulada, envolvendo no total 30 enfermeiros. Resultados: verificou-se que a performance dos enfermeiros na primeira e na segunda prática simulada foi de 72,2% e 92,5%, respetivamente. Conclusão:  evidencia a importância deste tipo de treinos na efetividade da resposta dos enfermeiros. 

Biografia do Autor

José Luis Miranda Barriga Rosa, Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo

Mestre, Serviço de Urgência da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo. E-mail:  jl.barrigarosa@gmail.com.

Maria Dulce Santos Santiago, Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Beja

Professora Doutora Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Beja. E-mail: dulce.santiago@ipbeja.pt.

Maria Paula Pelúcia Canelas, Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo

Mestre Serviço de Urgência da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo. E-mail: paula.canelas@ulsba.min-saude.pt

Downloads

Publicado

31/05/2022

Como Citar

Rosa, J. L. M. B. ., Santiago, M. D. S. ., & Canelas, M. P. P. . (2022). PERFORMANCE DOS ENFERMEIROS EM SUPORTE IMEDIATO DE VIDA, COMO DETERMINANTE NA SEGURANÇA DO DOENTE CRÍTICO. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 90–105. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5388