FRATURAS BILATERAL DE MANDÍBULA: REVISÃO DE LITERATURA

Autores

  • Leandro Costa Lima Universidade Brasil
  • André Luís Da Silva Fabris Universidade Brasil

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5367

Palavras-chave:

Fraturas. Mandíbula Bilateral. Traumas Faciais.

Resumo

As fraturas mandibulares apresentaram um aumento expressivo nos últimos anos devido a muitos fatores, dentre eles, os meios de transporte e a violência urbana e doméstica, e, podemos citar ainda, queda, atropelamento, acidentes esportivos, lesões por arma de fogo, lesões associadas a terceiro molar e as fraturas patológicas decorrentes de tumores. O objetivo deste estudo é fazer uma revisão de literatura e analisar às etiologias do trauma mandibular e mostrar a importância da cirurgia buco-maxilo-facial para o tratamento dessas lesões. A pesquisa de artigos foi feita nas bases de dados do PUBMED, SCIELO, GOOGLE SCHOLAR, entre os anos de 2010 a 2021, o estudo trata-se de uma revisão de literatura. Conclui-se que é de suma importância que o cirurgião-dentista deve realizar uma análise do tratamento conservador e cirúrgico de fraturas da mandíbula bilateral, e a decisão referente ao tipo de tratamento está relacionada ao comprometimento estético ou funcional causado ao paciente.

Biografia do Autor

Leandro Costa Lima, Universidade Brasil

Graduando do curso de odontologia pela Universidade Brasil. E-mail: leandroex.cl@hotmail.com.  

André Luís Da Silva Fabris, Universidade Brasil

Especialista, Mestre e Doutor em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. 

Downloads

Publicado

31/05/2022

Como Citar

Lima, L. C. ., & Fabris, A. L. D. S. . (2022). FRATURAS BILATERAL DE MANDÍBULA: REVISÃO DE LITERATURA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 1043–1064. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5367