A RELEVÂNCIA DOS ELEMENTOS SUPRASSEGMENTAIS PARA O ESTABELECIMENTO DE SENTIDOS NOS INTERCÂMBIOS COMUNICATIVOS

Autores

  • Luciano de Queiroz Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i12.3361

Palavras-chave:

Elementos suprassegmentais. Prosódia. Entonação. Intercâmbios comunicativos. Pronúncia.

Resumo

Este artigo apresenta um breve estudo sobre a relevância dos elementos suprassegmentais ou prosódicos (HIDALGO NAVARRO, 2016) para o estabelecimento de sentidos nos intercâmbios comunicativos (FONSECA DE OLIVEIRA; CANTERO SERENA, 2011). Metodologicamente, trata-se de um trabalho composto a partir de um levantamento bibliográfico impulsionado pelas leituras (CANTERO SERENA, 2019, 2008, 2002; DEVÍS HERRAIZ; CANTERO SERENA; FONSECA DE OLIVEIRA, 2017; HIDALGO NAVARRO, 2016; LLISTERRI, 2003, entre outros) e discussões ocorridas durantes os encontros da disciplina Dimensão fônica da língua e implicações didáticas, ministrada pela Professora Doutora Aline Fonseca de Oliveira, durante o primeiro semestre letivo de 2020, do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada (PGLA) vinculado ao Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução (LET), do Instituto de Letras (IL) da Universidade de Brasília (UnB). A intenção encerrada neste artigo é reunir as teorias das pesquisadoras e dos pesquisadores, cujos textos foram objetos de estudo acadêmico, para traçar um panorama acerca dos elementos suprassegmentais (ou prosódicos) de maior incidência na pronúncia: acento, ritmo e entonação (ou entoação) (CANTERO SERENA, 2008; FONT-ROTCHÉS; CANTERO SERENA, 2008). Conclui-se que é de grande valia analisar os aspectos suprassegmentais (ou prosódicos) da fala mais profundamente e descobrir mais características que variam ou podem variar nos intercâmbios comunicativos.

Biografia do Autor

Luciano de Queiroz, Universidade de Brasília

Mestrando em Linguística Aplicada na Universidade de Brasília (UnB). Especialista em Língua Portuguesa, pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP), e em Linguística Aplicada - Ensino de Inglês como Língua Estrangeira, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Licenciado em Letras Português/Inglês, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor efetivo da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF). Professor substituto na SEEDF (de 2017 a 2020). Experiência na área de Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação intercultural, competência comunicativa intercultural, interculturalidade, ensino de língua inglesa e portuguesa, prática de ensino, interdisciplinaridade pela literatura, construção do conhecimento e referências culturais. Foi colaborador na Revista Desempenho - UnB (2020). Colaborou na pesquisa e preparação da edição crítica da obra Papéis Avulsos, de Machado de Assis, desenvolvido pelo LABEC-UFF (de dezembro/2012 a janeiro/2014). Elaborou materiais para o ensino de inglês (de 2009 a 2014), atuou como instrutor de língua inglesa em institutos de idiomas (de 2005 a 2009), revisor de textos e tradutor (de 2005 a 2006), professor autônomo de português para estrangeiros (2005), e instrutor de inglês e espanhol em projetos sociais (2005).

Downloads

Publicado

30/12/2021

Como Citar

Queiroz, L. de. (2021). A RELEVÂNCIA DOS ELEMENTOS SUPRASSEGMENTAIS PARA O ESTABELECIMENTO DE SENTIDOS NOS INTERCÂMBIOS COMUNICATIVOS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(12), 274–284. https://doi.org/10.51891/rease.v7i12.3361