SÍNDROME DE BURNOUT RELACIONADA AO IMPACTO DO ESTRESSE NA VIDA DO POLICIAL MILITAR

Autores

  • Thais Felipe de Sousa Universidade Paulista Brasília
  • Willer Werneck Xavier Barroso Universidad Europea del Atlántico

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2696

Palavras-chave:

Estresse. Ambiente de trabalho. Burnout. Polícia Militar.

Resumo

O impacto que o estresse continuado, no ambiente de trabalho, traz para os profissionais  consequências negativas para sua vida laboral e pessoal. O policial militar faz parte de um grupo de profissionais que se encontram cotidianamente sob o efeito de elementos estressores. O objetivo é analisar as principais causas e consequências do desses elementos em policiais militares, identificando o que as instituições apresentam como prevenções primárias e secundárias, por meio de resultados de pesquisas publicadas na última década. O método utilizado foi da revisão bibliográfica, a partir da análise dos resultados de 17 estudos publicados, sendo 14 (trasnversais) 03 (revisão da literatura) o que possibilitou uma visão mais abrangente do tema. A contribuição para compreensão de que a luta constante do profissional para lidar com a influência devastadora que o estresse continuado, presente no ambiente de trabalho ou das relações nele estabelecidas, é o que leva ao estabelecimento da Síndrome de Burnout. As consequências normalmente são agravadas, porque na falta da atenção primária – quando aparecem os primeiros sinais e sintomas, não são apresentadas propostas de intervenção necessárias, sendo percebida pelas instituições somente no agravamento dos casos. Essa problemática comprova a importânica do desenvolvimento de mais estudos na área, pela validação na análise dos resultados, que esse agravamento e responsabilização desses indíduos trazem repercussão na vida profissional e familiar. Considera-se que os objetivos foram alcançados, pela contibuição de trazer para discussão alguns agravantes identificados na análise dos resultados: convivência cotidiana com a violência e morte, exaustiva rotina de trabalho, desigualdade na questão de gênero (feminino), desvalorização social e profissional, falta de espaço colaborativo, instrumentos de trabalhos que deixam a desejar em qualidade e quantidade, entre outros. A psicologia como ciência tem como foco de estudo o comportamento humano e suas interações,portanto incentiva a ampliação dos estudos e a reflexão sobre a garantia da saúde física e mental dos profissionais que cuidam da segurança da população.

Biografia do Autor

Thais Felipe de Sousa, Universidade Paulista Brasília

Graduada em Psicologia pela Universidade Paulista Brasília (2020); Psicóloga inscrita no CRP/01 sob o nº 01/23796; Formação em Sexologia Forense pela Pontifícia Universidade Católica do Goiás (2020). E- mail: admsousa97@gmail.com.

Willer Werneck Xavier Barroso, Universidad Europea del Atlántico

Psicólogo especialista em Terapia Cognitiva Comportamental, pós-graduando em Neuropsicologia pelo Instituto Brasiliense de Análise do Comportamento (IBAC) e mestrando em psicologia Clínica e da Saúde pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO)/Fundação universitária Iberoamericana (FUNIBER)

Downloads

Publicado

30/10/2021

Como Citar

Sousa, T. F. de ., & Barroso, W. W. X. . (2021). SÍNDROME DE BURNOUT RELACIONADA AO IMPACTO DO ESTRESSE NA VIDA DO POLICIAL MILITAR . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 1740–1763. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2696