DEPRESSÃO NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA E FARMACOTERAPIA DA DEPRESSÃO

Autores

  • Giselle Ribeiro Rosendo Universidade Iguaçu
  • Leonardo Guimarães de Andrade Universidade Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2616

Palavras-chave:

Depressão. Depressão na infância e adolescência. Farmacoterapia da depressão. classes de antidepressivos.

Resumo

O transtorno depressivo maior é considerado um problema mundial de saúde pública e um mal típico do mundo moderno que tem aumentado como uma epidemia em todo o mundo. Causa grave incapacitação funcional nos níveis fisiológico, afetivo e cognitivo, podendo evoluir para tendências suicidas, com inúmeros casos de suicídio efetivamente cometido por indivíduos nesse estado. Recentemente, as comunidades científicas atinaram para o fato de que esse transtorno também acomete crianças e adolescentes, com números significantes. O fato de que a depressão apresenta-se tipicamente de modo distinto nessa fase da vida, tende a dificultar a suspeita, o diagnóstico e a presteza na terapia farmacológica. As causas da depressão infantil e adolescente podem ser exógenas (estímulos psicológicos, sociais, familiares e escolares) ou endógenas (condições fisiopatológicas e de herança genética). A farmacoterapia, forma mais eficaz de terapia, deve observar uma série de critérios protocolares, levando-se em conta, especialmente, os efeitos colaterais dos medicamentos, interações e eventuais comorbidades, salientando-se nesse ponto o crucial papel do farmacêutico, enquanto especialista. Cada classe de antidepressivo e seus fármacos, respectivamente, contam com razoável nível de eficácia, embora igualmente com efeitos colaterais e interações, variando em graus. Ao longo dos anos, os avanços no conhecimento da fisiopatologia da depressão, aprimorando a farmacoterapia, se consiste num horizonte animador para um futuro próximo, sob a expectativa duma terapia farmacológica mais otimizada.

Biografia do Autor

Giselle Ribeiro Rosendo, Universidade Iguaçu

Militar do Exército Brasileiro. Tec. de Enfermagem pela Cruz Vermelha. Graduação: Farmácia. Pela Universidade Iguaçú. E-mail: giselle.rosendo@hotmail.com

Leonardo Guimarães de Andrade, Universidade Iguaçu

Orientador e  professor do curso de farmácia — Universidade Iguaçu-UNIG.

Downloads

Publicado

30/10/2021

Como Citar

Rosendo, G. R. ., & Andrade, L. G. de. (2021). DEPRESSÃO NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA E FARMACOTERAPIA DA DEPRESSÃO. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 786–804. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2616

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)