USO DE PLANTAS MEDICINAIS NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO E SEUS BENEFÍCIOS

Autores

  • Rosana Teixeira Pacheco Universidade Iguaçu
  • Michel Santos da Silva Universidade Iguaçu
  • Leonardo Guimarães de Andrade Universidade Iguaçu
  • Fabiana Sousa Pugliese Universidade Iguaçu
  • Vicente Antônio Senna Junior Universidade Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2270

Palavras-chave:

depression; medicinal plants; Rhodiola rosea; Hypericum perforatum; Crocus sativus.

Resumo

A depressão é uma doença caracterizada por alterações de humor, baixa autoestima, diminuição da libido e perda de outras funções. Os episódios depressivos são divididos em três níveis de acordo com sua intensidade, tais como: leve, moderado ou grave. A prescrição de antidepressivos convencionais é comum, o que pode afetar a não adesão dos pacientes ao tratamento. Os antidepressivos derivados de plantas medicinais podem ser usados ​​para tratar esta doença e suas intensidades. O uso de medicamentos fitoterápicos se tornou rotineiro, visto que, apresentam a mesma eficácia e menor risco de reações adversas em comparação com os medicamentos convencionais, facilitando a adesão ao tratamento. As plantas medicinais abordadas nesse presente estudo serão a Rhodiola rosea, Hypericum perforatum e Crocus sativus.

 

Biografia do Autor

Rosana Teixeira Pacheco , Universidade Iguaçu

 Graduação em Farmácia na Universidade Iguaçu. E-mail: roohpach@gmail.com

Michel Santos da Silva , Universidade Iguaçu

Mestre em Ciências do Meio Ambiente na Universidade Veiga de Almeida. Leciona como professor na Universidade Iguaçu. E-mail: michelbiodss@yahoo.com.br.

Leonardo Guimarães de Andrade , Universidade Iguaçu

Mestre em Ciências do Meio Ambiente na Universidade Veiga de Almeida (2016). Graduação em Enfermagem na Universidade Iguaçu. Faz parte do corpo docente da Universidade Iguaçu no Estado do Rio de Janeiro.  E-mail: leonard.gui@hotmail.com.

Fabiana Sousa Pugliese, Universidade Iguaçu

Mestre em Ciências do Meio Ambiente na Universidade Veiga de Almeida. Atualmente é professora e coordenadora do curso de Farmácia, e do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética na Universidade Iguaçu no Estado do Rio de Janeiro. E-mail: fabianapugliese.fabi@gmail.com.

Vicente Antônio Senna Junior , Universidade Iguaçu

Mestre em Saúde Pública na Fundação Oswaldo Cruz (2005). Atualmente leciona como professor na Universidade Iguaçu no estado do Rio de Janeiro. E-mail: vicente_sennajr@yahoo.com.br.

Downloads

Publicado

30/09/2021

Como Citar

Pacheco , R. T. ., Silva , M. S. da ., Andrade , L. G. de ., Pugliese, F. S. ., & Senna Junior , V. A. . (2021). USO DE PLANTAS MEDICINAIS NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO E SEUS BENEFÍCIOS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(9), 643–651. https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2270

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>