INSTITUCIONALIZAÇÃO DE IDOSOS: PRINCIPAIS MOTIVOS QUE AUMENTAM A DEMANDA

Autores

  • Tatiane Felícia dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2232

Palavras-chave:

envelhecimento. assistência domiciliar. instituição de longa permanência para idoso. serviços de saúde para idosos e cuidadores de idosos.

Resumo

O envelhecimento populacional em quase todo o mundo, consequência da queda da fecundidade e da mortalidade, criou novas necessidades e novas demandas sociais em todos os países. Nesse sentido, compreende-se que o processo de envelhecimento demanda cuidados especiais, o que inclui atenção à dimensão física, psicológica e social, de forma integrada. As ILPIs constituem alternativas de cuidados para as pessoas idosas mais frágeis e muito dependentes na execução das tarefas básicas de vida diária e que, por várias razões de ordem médico-sociais, não podem ser mantidas nas suas residências. Adotado o procedimento de revisão bibliográfica, realizada no período corresponde aos meses de outubro e novembro de 2019. Estudos apontaram que outros fatores que predispõem a institucionalização de idosos foram a ausência de cônjuge, não possuir filhos, apresentar comprometimento cognitivo e dependência para as atividades básicas de vida diária (LINI; PORTELLA; DORING, 2016). sugere que se redimensione um programa que privilegie a manutenção da população idosa em seu próprio domicílio, ponderando-se evidentemente, as suas condições biopsíquicas.

Biografia do Autor

Tatiane Felícia dos Santos

Pós-graduação Saúde do Idoso.E-mail: tatifelic@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

30/09/2021

Como Citar

Santos, T. F. dos . (2021). INSTITUCIONALIZAÇÃO DE IDOSOS: PRINCIPAIS MOTIVOS QUE AUMENTAM A DEMANDA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(9), 502–512. https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2232