ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL FARMACÊUTICO NA AUTOMEDICAÇÃO

Autores

  • Eduardo Martins Cordeiro Junior Universidade Iguaçu
  • Thiago Abreu Universidade Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2151

Palavras-chave:

Automedicação. Farmacêutico. Medicamentos Isentos De Prescrição. Uso Racional.

Resumo

Diante das responsabilidades impostas pela profissão, é nítida a importância do profissional farmacêutico participando ativamente da promoção de saúde. A OMS define a automedicação como a prática de ingerir medicamentos sem orientação de um médico ou farmacêutico. A prática da automedicação pode trazer consequências danosas ao organismo. Para construção desse trabalho foi utilizado método de revisão de literatura, descrevendo materiais coletados por meio das bases de dados: SciELO – Scientific Eletronic Library, Google Acadêmico, legislações, dissertações, Ministério da Saúde (MS) que datam do ano de 2000 a 2021. Objetiva-se nesse trabalho promover o uso racional dos medicamentos, através da atuação farmacêutica na automedicação.

Biografia do Autor

Eduardo Martins Cordeiro Junior, Universidade Iguaçu

 UNIG – Universidade Iguaçu, Curso de Graduação em Farmácia, Nova Iguaçu-RJ, Brasil.

Thiago Abreu, Universidade Iguaçu

 Orientador.

Downloads

Publicado

30/09/2021

Como Citar

Cordeiro Junior, E. M. ., & Abreu, T. . (2021). ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL FARMACÊUTICO NA AUTOMEDICAÇÃO. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(9), 216–229. https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2151