UM PLEITO POR MEMÓRIA E PERMANÊNCIA. O CASO DOS MORADORES DAS MARGENS DA BR 040

Autores

  • Jonatan da Silva Ribeiro Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i8.1934

Palavras-chave:

Memória. Movimentos Sociais. Moradia.

Resumo

Moradores das margens da BR-040 na altura que liga o município de Petrópolis (Rio de Janeiro) ao município de Juiz de Fora (Minas Gerais), recebem da CONCER, agência que administra a rodovia, intimações com aviso de despejos, já que segundo a concessionária, eles habitam nas áreas de faixa de domínio da rodovia. Esses moradores unem-se e formam grupos que vão para as ruas reivindicar seus direitos de moradia e memória.

Biografia do Autor

Jonatan da Silva Ribeiro, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Mestrando em Memória Social pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. E-MAIL:jonatan310@gmail.com.

Downloads

Publicado

31/08/2021

Como Citar

Ribeiro, J. da S. (2021). UM PLEITO POR MEMÓRIA E PERMANÊNCIA. O CASO DOS MORADORES DAS MARGENS DA BR 040. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(8), 391–401. https://doi.org/10.51891/rease.v7i8.1934