OS DIREITOS DAS CRIANÇAS AUTISTAS E A NECESSIDADE DE AMPARO PSICOLÓGICO PARA OS PAIS

Autores

  • Rafaella Martins Nascimento Universidade Estadual do Tocantins - Unitins
  • Odi Alexander Rocha da Silva Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v10i6.14002

Palavras-chave:

Autismo. Família. Amparo psicológico.

Resumo

Este artigo pretende demonstrar como a falta de cuidado e tratamento psicológico aos pais de crianças com TEA, pode afetar negativamente no desenvolvimento das crianças. Mesmo que o autismo tenha sido amplamente discutido na atualidade, é crucial buscar fontes confiáveis de informação, consultar profissionais capacitados, estudos científicos e utilizar literatura que apoie a prática. Ademais, observa-se que o bem-estar mental dos pais é uma ferramenta crucial para um bom cuidado e desenvolvimento de crianças com TEA.

Biografia do Autor

Rafaella Martins Nascimento, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Estudante de direito na Universidade Estadual do Tocantins-Unitins.

Odi Alexander Rocha da Silva, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Docente na Universidade Estadual do Tocantins UNITINS, Doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS. 

Downloads

Publicado

2024-06-10

Como Citar

Nascimento, R. M., & Silva, O. A. R. da. (2024). OS DIREITOS DAS CRIANÇAS AUTISTAS E A NECESSIDADE DE AMPARO PSICOLÓGICO PARA OS PAIS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 10(6), 1641–1657. https://doi.org/10.51891/rease.v10i6.14002

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.