O SINTOMA DOS PAIS E O SINTOMA DA CRIANÇA

Autores

  • Hálamo Widall David Moreira UniRedentor/Afya
  • Lucas Guilherme Fernandes Uniredentor/Afya

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v9i10.11716

Palavras-chave:

Sintoma. Clínica Psicanalítica com crianças. Intervenções com pais.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo explorar a conceitualização e distinção sobre o sintoma da criança e na criança e suas reverberações no  casal parental. O objetivo dessa pesquisa é caracterizar o conceito de sintoma na teoria psicanalítica, identificar o lugar dos pais na análise com crianças e verificar a relação entre o sintoma do casal parental e o sintoma da criança. Será elaborado a partir de duas etapas: a criança no discurso psicanalítico e o sintoma na clínica psicanalítica. Pensar a clínica psicanalítica com crianças demanda do profissional repensar sua práxis e o manejo clínico. Posto que, o lugar dos pais na clínica ocupar um lugar diferencial no processo analítico e a intervenção com a criança reverbera efeitos nos pais/cuidadores. Em continuidade, a pesquisa bibliográfica será realizada em plataformas de artigos científicos e referências cânones. Os artigos serão selecionados mediante sua relevância e produção crítica.

Biografia do Autor

Hálamo Widall David Moreira, UniRedentor/Afya

Acadêmico do curso de Psicologia da UniRedentor/Afya. 

Lucas Guilherme Fernandes, Uniredentor/Afya

Psicólogo. Docente do curso de Psicologia da Uniredentor/Afya. Doutorando em Psicologia - Estudos da Subjetividade (UFF). Mestre em pesquisa e Clínica em Psicanálise (UERJ). Especialista em Atenção Psicossocial na Infância e Adolescência (IPUB/UFF).

Downloads

Publicado

2023-11-07

Como Citar

Moreira, H. W. D., & Fernandes, L. G. (2023). O SINTOMA DOS PAIS E O SINTOMA DA CRIANÇA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 9(10), 1084–1095. https://doi.org/10.51891/rease.v9i10.11716

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.