TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE: IMPLICAÇÕES NO COTIDIANO ESCOLAR

Autores

  • Paulo Roberto Rodrigues Junior Universidad Internacional Iberoamericana/México- UNINI

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.994

Palavras-chave:

Comportamento, Hiperatividade, Aprendizagem, Características.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo elucidar o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDHA) aos profissionais de educação e áreas afins, incentivando o diagnóstico precoce, amenizando o baixo desempenho acadêmico e o índice de abandono escolar. Diferenciar os sintomas do TDAH pode ser fundamental para o indivíduo receber o tratamento adequado, não sendo confundido com problemas comportamentais. Problemas associados ao transtorno, como irritabilidade e ansiedade vão dificultar a leitura, escrita, comunicação e relacionamentos pessoais. Definições sobre as características do transtorno, percurso histórico, diagnóstico e tratamento são retratados neste trabalho. Para sua elaboração, teóricos foram usados como suporte, dentre eles Barkley (2008); Brown (2007); Mattos (2007); Vicari (2006), dentre outros que contribuíram substancialmente, além do conhecimento adquirido ao longo da carreira e formação. O método adotado foi a análise dos dados, obtidos com informações coletadas por meio de um questionário, com questões objetivas, relacionadas ao comportamento dos alunos, formação e preparação docente, conhecimentos e hipóteses acerca do TDAH e estratégias minimizadoras dos conflitos em sala. Diante desta análise foi possível observar que os professores têm conhecimento sobre a existência do transtorno e as características que mais descrevem essas crianças, entretanto ainda não conseguem diferenciá-lo de comportamentos excessivos e hábitos isolados. Por fim, comprovou-se a importância de promover a discussão sobre o modelo de gestão e metodologia, visto que o estudo revelou a tendência dos professores em correlacionar o comportamento inadequado do aluno a causas familiares, emocionais e sociais, obliterando condutas que poderiam influenciar tais comportamentos.

Biografia do Autor

Paulo Roberto Rodrigues Junior, Universidad Internacional Iberoamericana/México- UNINI

Mestrando em Educação - Formação de Professores pela UNINI- Universidad Internacional Iberoamericana/México. Pós-graduado em Atendimento Educacional Especializado (2020). Pós-graduado em Atendimento Educacional Especializado - AEE (Grupo educacional Exatto 2020). Pós-graduado em Direito Aplicado à Educação (Faculdade Campos Elíseos 2018). Pós-graduado em Neuropsicopedagogia (Faculdade Campos Elíseos 2017). Pós-graduado em Psicomotricidade (Faculdade Campos Elíseos 2017). Especialização em Psicopedagogia (Faculdade Campos Elíseos 2020). Especialização em Dificuldades de Aprendizagem (2020). Especialização em Inovação - Educação Conectada (Ministério da 2020). Especialização em Docência no Ensino Superior (2016). Especialização em LIBRAS (2014). Especialização em Alfabetização (2012). Graduado em Pedagogia pela Faculdade Anhanguera São José (2014). E-mail: paulo.rrodrigues49@gmail.com.

Downloads

Publicado

30/04/2021

Como Citar

Rodrigues Junior, P. R. (2021). TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE: IMPLICAÇÕES NO COTIDIANO ESCOLAR. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(4), 650–665. https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.994