GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÀTICA E A CONSTRUÇÃO DA ESCOLA

Autores

  • Elias Oliveira Costa Núcleo de Educação Étnico Racial da SEED/AP

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.993

Palavras-chave:

Gestão; Professor. Democrática. Educação.

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar questões fundamentais e os novos desafios e afetos do gestor escolar, em face das novas demandas que a escola enfrenta, no contexto de uma sociedade que se democratiza e se transforma. Muitos destes desafios· se acham reconhecidos conceitualmente embora, em muitos casos, sejam trabalhados apenas genericamente pela comunidade educacional. Sua notoriedade ocorreu principalmente por terem sido propostos pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Tal é o caso da democratização da educação, anteriormente estabelecida pela Constituição de 1988. No entanto, como sua pratica é ainda um livro aberto a experiências consistentes, construção do conhecimento e aprendizagem, e dada a sua centralidade para o desenvolvimento da educação de qualidade, trataremos, especialmente, dessas questões. Emerge, assim, um novo processo educativo, no qual a gestão escolar democrática participativa adquire dimensão articuladora dos recursos humanos, burocráticos e financeiros, objetivando fazer da educação, tanto formal, quanto não formal espaço de formação crítica. A gestão escolar democrática participativa é concebida como elemento de democratização da escola, auxiliando a compreensão da cultura da instituição escolar e seus processos e a articulação das relações sociais, da qual fazem parte, os desafios concretos do contexto histórico.

Biografia do Autor

Elias Oliveira Costa, Núcleo de Educação Étnico Racial da SEED/AP

Graduado em Educação física e mestre em Ciências da Educação e filiado ao Núcleo de Educação Étnico Racial da   Secretaria de Estado da Educação do Amapá. E-mail:  saile14elias@gmail.com.

Downloads

Publicado

30/04/2021

Como Citar

Costa, E. O. . (2021). GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÀTICA E A CONSTRUÇÃO DA ESCOLA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(4), 634–649. https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.993