DIFERENÇAS NA CONSTITUIÇÃO DO PLASMA RICO EM PLAQUETAS: INFLUÊNCIA NOS RESULTADOS TERAPÊUTICOS

Autores

  • Géssica Cantadori Funes Arenas Unyleya
  • Rossana Cantanhede Farias de Vasconcelos Universidade de Santo Amaro (UNISA)
  • Clayton Rodrigues Silva Universidade dos Bandeirantes – UNIBAN

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.951

Palavras-chave:

Plasma Rico em Plaquetas; Regeneração; Fatores de Crescimento; Terapia Regenerativa

Resumo

O plasma rico em plaquetas inicialmente se trata de uma técnica laboratorial, utilizada para fins de diagnóstico e hemoterapia, posteriormente começou a ser empregada para fins terapêuticos, como um bioestimulador na medicina regenerativa. As diferentes técnicas e nomenclaturas utilizadas para a obtenção do plasma rico em plaquetas para fins terapêuticos, dificultam a conclusão de evidências científicas quanto aos benefícios dessa terapia biológica nas diversas áreas de saúde. Foram avaliadas diferentes técnicas de plasma rico em plaquetas, de sistema aberto e fechado, classificações atuais e publicações com diferentes resultados para o mesmo tratamento proposto. A concentração de plaquetas, presença e concentração de leucócitos, tipo de ativação interferem diretamente nos resultados obtidos nos tratamentos. Este artigo sugere a percepção das diferentes técnicas e suas particularidades, compreende que o termo PRP - plasma rico em plaquetas não deve ser genérico. As classificações ajudam a guiar a escolha de técnicas que possuem maior probabilidade de resultados positivos. Deixar descrito nos artigos, todos os dados obtidos com o preparo, é importante para avaliação mais ampla do método e da eficácia do PRP.

Biografia do Autor

Géssica Cantadori Funes Arenas, Unyleya

Bacharel em Ciências Biológicas – Universidade São Judas Tadeu – USJT; Pós-Graduação latu senso em Análises Clínicas e Toxicológicas – Universidade Guarulhos -UNG; Pós-Graduação latu senso em Estética Facial e Corporal com título de Dermaticista® - Instituto IBECO, Faculdade Mário Schernerg; Pós Graduação latu senso em Fitoterapia – AVW faculdade Integrada. Pós-Graduada latu senso em Anti-Aging (Unyleya). Email: gcfabiol@yahoo.com.br.

Rossana Cantanhede Farias de Vasconcelos, Universidade de Santo Amaro (UNISA)

Médica Dermatologista. Dermatoloy Depertment Universidade de Santo Amaro (UNISA)- São Paulo-SP

Clayton Rodrigues Silva, Universidade dos Bandeirantes – UNIBAN

Biomédico – Universidade de Mogi das Cruzes; Pós- Graduação em Citopatologia Ginecológica – Universidade dos Bandeirantes – UNIBAN; MBA em Gestão em Saúde Hospitalar – Universidade Nove de Julho – UNINOVE; Pós Graduação em Administração Hospitalar – Instituto de Pesquisa e Educação em Saúde de São Paulo – IPESSP; Pós Graduação em Auditoria de Serviços de Saúde - Instituto de Pesquisa e Educação em Saúde de São Paulo – IPESSP; Pós Graduação em Informática em Saúde – Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP; Pós Graduação em Perícia Criminal e Ciências Forenses – Instituto de Pós Graduação e Graduação IPOG.

Downloads

Publicado

30/04/2021

Como Citar

Arenas, G. C. F. ., Vasconcelos, R. C. F. de, & Silva, C. R. (2021). DIFERENÇAS NA CONSTITUIÇÃO DO PLASMA RICO EM PLAQUETAS: INFLUÊNCIA NOS RESULTADOS TERAPÊUTICOS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(4), 146–159. https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.951