LEVAR A MÚSICA ÀS CRECHES PORTUGUESAS: A IMPORTÂNCIA DE VIVÊNCIAS MUSICAIS

Autores

  • Ana Cecília Fernandes Pinto Instituto de Educação da Universidade do Minho
  • António José Pacheco Ribeiro Instituto de Educação da Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.943

Palavras-chave:

Música. Infância. Creche. Aculturação Musical.

Resumo

O presente artigo resulta do trabalho de Estágio, realizado no contexto de Creche, integrado no plano de estudos do Mestrado em Educação Pré- Escolar e pretendeu dar a conhecer a implementação realizada durante o Projeto de Intervenção intitulado Levar a música à Creche: a importância de vivências musicais. O Projeto de Intervenção pretendeu investir na aculturação musical das crianças, através de propostas lúdicas que assumiram como principais objetivos: permitir o usufruto musical; potenciar atividades musicais diversificadas; promover o contacto com diversas formas de expressão e comunicação; promover a aprendizagem ativa através da música; e compreender o potencial da música na infância. O trabalho desenvolvido teve por base uma aposta na observação e reflexão como formas de resolver problemas e adequar práticas; a metodologia de investigação utilizada foi uma aproximação à Investigação-Ação. Os instrumentos de recolha de dados utilizados foram, para além da necessária observação, as notas de campo, o registo fotográfico e a Escala de Envolvimento da Criança: Manual – Desenvolvendo a Qualidade em Parceria (DQP). Os objetivos propostos para este trabalho foram cumpridos com sucesso, já que os momentos de intervenção se revelaram de investimento na aculturação musical do grupo, criando oportunidades para explorar e usufruir das diversas atividades, de modo a construir conhecimento de forma ativa. As crianças participaram com empenho, dedicação e mostraram-se muito interessadas pelas propostas apresentadas, revelando progressos nas suas aprendizagens, tornando-se mais autónomas e desenvolvendo o sentido de convivência em grupo. A aposta na aculturação musical das crianças desde tenra idade representa, neste sentido, um investimento na educação holística da criança e contribui em grande medida para o estabelecimento de atitudes positivas perante a música.

Biografia do Autor

Ana Cecília Fernandes Pinto, Instituto de Educação da Universidade do Minho

Licenciada em Educação Básica pela Universidade do Minho, Mestre em Educação Pré-Escolar também pelo Instituto de Educação da Universidade do Minho e especializada em Intervenção Psicossocial com crianças e famílias. Atualmente, desempenha funções de Educadora de Infância no CLIB - Colégio Luso-Internacional de Braga.

António José Pacheco Ribeiro, Instituto de Educação da Universidade do Minho

Licenciado em Ensino de Música pela Universidade de Évora e Mestre em Estudos da Criança – Especialização em Educação Musical pela Universidade do Minho. Doutorou-se na Especialidade de Educação Musical, em Estudos da Criança, na Universidade do Minho. Leciona no Conservatório do Vale do Sousa, Lousada, e no Instituto de Educação da Universidade do Minho. É membro integrado do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC).

Downloads

Publicado

30/04/2021

Como Citar

Pinto, A. C. F. ., & Ribeiro, A. J. P. . (2021). LEVAR A MÚSICA ÀS CRECHES PORTUGUESAS: A IMPORTÂNCIA DE VIVÊNCIAS MUSICAIS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(4), 55–67. https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.943