O ENSINO DA FILOSOFIA EM SALA DE AULA A PARTIR DA ALEGORIA DA CAVERNA DE PLATÃO

Autores

  • Railson Mesquita da Silva Universidade Federal do Amazonas - UFAM

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i12.8061

Palavras-chave:

Filósofo. Estudante. Aluno. Opinião. Conhecimento.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo demonstrar como o professor de filosofia poderá trabalhar a Teoria das Ideias de Platão e a alegoria da caverna em sala de aula. Para isso, haverá uma breve explicação a respeito da Teoria das Ideias de Platão e da alegoria da caverna que o mesmo constrói a fim de exemplificar a sua ideia. Uma dificuldade bastante comum é conseguir adaptar temas filosóficos para a realidade dos alunos sem que com isso ocorra uma distorção da ideia do filósofo. Com isso, este artigo busca associar a ideia do que é um filósofo segundo Platão com a ideia de estudante e demostrar os pontos em comum entre um filósofo e um estudante. Outra questão que este artigo pretende demonstrar é a associação entre um aluno e um não filósofo, demostrando que há pontos em comum entre eles.

Biografia do Autor

Railson Mesquita da Silva, Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Graduando do Curso de Licenciatura Plena em Filosofia na Universidade Federal do Amazonas (UFAM). 

Downloads

Publicado

30/12/2022

Como Citar

Silva, R. M. da . (2022). O ENSINO DA FILOSOFIA EM SALA DE AULA A PARTIR DA ALEGORIA DA CAVERNA DE PLATÃO. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(12), 675–684. https://doi.org/10.51891/rease.v8i12.8061

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.