DERMATOFITOSE EM CÃES E GATOS E SUA IMPORTÂNCIA NA SAÚDE PÚBLICA

Autores

  • Sabrina de Oliveira Cesário Soares Centro Universitário Maurício de Nassau de Cacoal- RO
  • Cristiane Maia da Silva Sérvio Centro Universitário Maurício de Nassau de Cacoal- RO

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7534

Palavras-chave:

Cultura fúngica. Fungo.  Zoonose

Resumo

Os principais agentes causadores de dermatofitose em cães e gatos no Brasil e no mundo pertencem ao gênero Microsporum que, também afeta humanos provocando infecções dermatológicas, como por exemplo, Tinea capitis e Tinea corporis. O contágio dessa patologia ocorre através do contato direto com o animal contaminado ou através de fômites, sendo indispensável o isolamento do animal e eliminação de prováveis fontes de contaminação. Os sinais clínicos nos animais se apresenta por meio de alopecias circulares e delimitadas, ou nódulos quando mais avançados. O tratamento sistêmico e tópico juntos possuem grande eficácia. O objetivo deste trabalho é realizar uma revisão da literatura sobre a dermatofitose em animais de companhia, salientando sua importância como zoonose na saúde pública, explicando aspectos de etiologia, epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico, tratamento, controle e prevenção.

Biografia do Autor

Sabrina de Oliveira Cesário Soares, Centro Universitário Maurício de Nassau de Cacoal- RO

Discente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Maurício de Nassau de Cacoal, Cacoal, Rondônia, Brasil. 

Cristiane Maia da Silva Sérvio, Centro Universitário Maurício de Nassau de Cacoal- RO

Médica Veterinária Doutora e Docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Maurício de Nassau de Cacoal, Cacoal, Rondônia, Brasil. 

Downloads

Publicado

19/11/2022

Como Citar

Soares, S. de O. C. ., & Sérvio, C. M. da S. . (2022). DERMATOFITOSE EM CÃES E GATOS E SUA IMPORTÂNCIA NA SAÚDE PÚBLICA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 4431–4451. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7534