INTERVENÇÕES ADOTADAS PELA ENFERMAGEM FRENTE ÀS PRINCIPAIS COMPLICAÇÕES NO PÓS-OPERATÓRIO DE CIRURGIAS CARDÍACAS COM USO DE CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA EM ADULTOS

Autores

  • Salete Maria de Fátima Siqueira Universidade de São Paulo - USP
  • Gísia Teodoro Braga Instituto Brasileiro de Terapia Intensiva - IBRATI
  • Sarah Prates Martins Universidade Federal de Minas Gerais – HC/UFMG
  • Tatiane da Conceição Ribeiro Universidade Católica de Minas Gerais – PUC MINAS

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7232

Palavras-chave:

Cirurgia torácica. Complicações pós-operatórias. Cuidados de enfermagem. Circulação Extracorpórea. Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos.

Resumo

Objetivos: Identificar quais as principais complicações do período pós-operatório de cirurgias cardíacas com uso de Circulação Extracorpórea (CEC) e as respectivas intervenções de enfermagem frente estas complicações. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. Para seleção da amostragem realizou-se a busca via Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), nas bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Medical Literature Analysis and Retrieval Sistem on-line (MEDLINE) e Base de Dados de Enfermagem (BDENF). Resultados: Foram selecionados 23 artigos para amostra. As principais complicações descritas foram: Arritmias cardíacas, alterações hemodinâmicas e laboratoriais, como hemograma, leucograma e alterações de eletrólitos, hiperglicemia, dor torácica, oligúria, lesão renal e as complicações respiratórias. Os principais cuidados de enfermagem foram aqueles categorizados como monitorização dos parâmetros vitais e manutenção do débito cardíaco; analgesia; manutenção ventilatória; monitorização do padrão neurológico; orientações acerca do procedimento cirúrgico para pacientes e família e monitorização do balanço hídrico; monitorização de sangramento no pós-cirúrgico e cuidados com infecções e monitorização de exames laboratoriais. Conclusão: Faz-se necessário a realização de estudos acerca dos cuidados de enfermagem frente as complicações citadas para se propiciar a prática baseada em evidências e atualização do conhecimento. 

Biografia do Autor

Salete Maria de Fátima Siqueira, Universidade de São Paulo - USP

Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo - USP, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Professora Associada do Departamentos de Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte – MG. Brasil. ORCID: 0000 0002 4248 7107,

Gísia Teodoro Braga, Instituto Brasileiro de Terapia Intensiva - IBRATI

Mestre em Terapia Intensiva Profissionalizante pelo Instituto Brasileiro de Terapia Intensiva - IBRATI. São Paulo- SP. Brasil ORCID: 0000-0001-8352-0885

Sarah Prates Martins, Universidade Federal de Minas Gerais – HC/UFMG

Enfermeira Especialista em Saúde Cardiovascular pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais – HC/UFMG. Belo Horizonte – MG. Brasil.

 

Tatiane da Conceição Ribeiro, Universidade Católica de Minas Gerais – PUC MINAS

Enfermeira graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC MINAS. Belo Horizonte – MG. Brasil ORCID: 0000-0002-3988-487.

Downloads

Publicado

31/10/2022

Como Citar

Siqueira, S. M. de F. ., Braga, G. T. ., Martins, S. P. ., & Ribeiro, T. da C. . (2022). INTERVENÇÕES ADOTADAS PELA ENFERMAGEM FRENTE ÀS PRINCIPAIS COMPLICAÇÕES NO PÓS-OPERATÓRIO DE CIRURGIAS CARDÍACAS COM USO DE CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA EM ADULTOS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 1285–1301. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7232