GESTÃO DA PIC NO DOENTE CRÍTICO COM TCE GRAVE, INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM: REVISÃO DE ESCOPO

Autores

  • Maria Amelia Maldonado Villanueva Centro Hospitalar Lisboa-Norte- Portugal
  • Maria Alice Gois Ruivo Instituto Politécnico de Setúbal- Portugal

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7038

Palavras-chave:

Intervenções de enfermagem. Monitorização da Pressão intracraniana. Hipertensão Intracraniana. Traumatismo craniano.

Resumo

O Gold Standart no tratamento do doente com TCE grave é a prevenção da lesão secundária. A ação do enfermeiro, através da vigilância e identificação precoce de focos de instabilidade e da implementação de intervenções que visam a segurança do doente, contribui para a sua prevenção/diminuição. Objetivo: Mapear a evidência científica sobre as intervenções de enfermagem para a gestão da PIC no doente com TCE grave em unidades de cuidados intensivos. Metodologia: Recurso a uma revisão de escopo utilizando a metodologia da Joanna Briggs Insitute. A pesquisa foi efetuada nas bases de dados CINAHL Complete, MEDLINE Complete, Psychology and Behavioral Sciences Collection e MEDIC LATINA. Foram selecionados artigos que incluiam intervenções de enfermagem para a gestão da PIC publicados entre 2011 e 2021. Resultados: As intervenções de enfermagem que parecem possuir um efeito positivo na redução da PIC identificadas foram a elevação da cabeceira do doente, posicionamento, limitação da estimulação externa, estimulação auditiva com vozes familiares, aspiração endotraqueal, cuidado oral, controlo da temperatura, gestão da dor e controlo da agitação e a drenagem do líquido cefalorraquidiano. Conclusão: A maioria dos estudos não suporta uma associação direta, clara e significativa entre as estratégias implementadas e a gestão da PIC.

Biografia do Autor

Maria Amelia Maldonado Villanueva, Centro Hospitalar Lisboa-Norte- Portugal

Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica: à pessoa em Situação Crítica. Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, Centro Hospitalar Lisboa-Norte, Hospital de Sana Maria. E-mail: la__meli@hotmail.com 

Maria Alice Gois Ruivo, Instituto Politécnico de Setúbal- Portugal

Doutora em Psicologia de Intervenção. Professora Coordenadora do Departamento de Enfermagem, Instituto Politécnico de Setúbal, Escola Superior de Saúde e membro do CCIAS-IPS, E-mail. alice.ruivo@ess.ips.pt

Downloads

Publicado

31/10/2022

Como Citar

Villanueva, M. A. M. ., & Ruivo, M. A. G. . (2022). GESTÃO DA PIC NO DOENTE CRÍTICO COM TCE GRAVE, INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM: REVISÃO DE ESCOPO. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(10), 13–35. https://doi.org/10.51891/rease.v8i10.7038