INTERNAÇÃO E MORTALIDADE HOSPITALAR POR TRANSTORNOS MENTAIS NO BRASIL: UMA ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA ÚLTIMA DÉCADA

Autores

  • Camila Pinho Bassi Costa Universidade de Vassouras
  • Gustavo Brand de Vasconcellos Rocha Universidade de Vassouras
  • Glaucia da Silva Tasca Universidade de Vassouras
  • Júlia Machado de Azevedo Corrêa Universidade de Vassouras
  • Marcos Antonio Mendonça Universidade de Vassouras

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6456

Palavras-chave:

Transtornos mentais. Mortalidade. Saúde mental. Psiquiatria. Epidemiologia. Brasil.

Resumo

Os transtornos mentais tornaram-se um grande problema da saúde pública nacional e acometem cada vez mais pessoas no mundo globalizado. Causam grande impacto na qualidade de vida dos pacientes, mas ainda são poucos os estudos sobre seus aspectos sociais, culturais e econômicos. Sendo assim, com o objetivo de realizar uma análise epidemiológica das internações e da mortalidade desses transtornos mentais na última década, de janeiro de 2010 a dezembro de 2019, no Brasil, foi feita uma coleta de dados pelo Sistema de Informações Hospitalares/Sistema Único de Saúde (SIH/SUS) – DATASUS, avaliando internações e óbitos por região nacional, taxa de mortalidade, faixa etária e sexo. Observando-se os dados obtidos, foram registradas 2.384.389 internações por transtorno mental nesse período de 10 anos, com maior ênfase nas regiões sudeste e sul. Além disso, a população adulta foi a mais internada e a que mais evoluiu para óbito. Dessa forma, é possível levantar importantes questões que expliquem porque isso acontece e o que pode ser feito para melhorar a assistência dos serviços de saúde brasileiros aos pacientes psiquiátricos, oferecendo o melhor tratamento possível e adotando prevenções eficazes para que seja possível mudar esse quadro.

Biografia do Autor

Camila Pinho Bassi Costa, Universidade de Vassouras

Graduanda em Medicina na Universidade de Vassouras. ORCID ID: 0000-0002-4047-6922. E-mail: camila.pinho@hotmail.com.

Gustavo Brand de Vasconcellos Rocha, Universidade de Vassouras

Graduando em Medicina na Universidade de Vassouras. E-mail:  gustavobvrocha@gmail.com.

Glaucia da Silva Tasca, Universidade de Vassouras

Graduanda em Medicina na Universidade de Vassouras. E-mail: gal.tasca@gmail.com.

Júlia Machado de Azevedo Corrêa, Universidade de Vassouras

Graduanda em Medicina na Universidade de Vassouras. E-mail: juliamachadoc97@gmail.com.

Marcos Antonio Mendonça, Universidade de Vassouras

Mestrado pela Universidade Anhanguera Graduação pela Universidade de Vassouras. E-mail: profmarcosmendonca09@gmail.com.

Downloads

Publicado

31/08/2022

Como Citar

Costa, C. P. B. ., Rocha, G. B. de V. ., Tasca, G. da S. ., Corrêa, J. M. de A. ., & Mendonça, M. A. . (2022). INTERNAÇÃO E MORTALIDADE HOSPITALAR POR TRANSTORNOS MENTAIS NO BRASIL: UMA ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA ÚLTIMA DÉCADA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(8), 462–477. https://doi.org/10.51891/rease.v8i8.6456

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)