A SÍNDROME DE BURNOUT EM DOCENTES DO ENSINO SUPERIOR DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

Autores

  • Edineide Emília de Almeida Cruz Faculdade Cuiabana de Educação e Letras
  • Jonathan Diego Pereira Santos UNIASSELVI
  • Rosinei Pereira da Silva UFMT

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6425

Palavras-chave:

Esgotamento. Docentes universitários. Burnout.

Resumo

Na Docência no Ensino Superior, o esgotamento físico e mental, a depressão, o sentimento de incapacidade e pensamentos suicidas, pode ser sintomas da Síndrome de Burnout e constitui um problema cada vez mais emergente. Durante o contexto da pandemia da Covid-19, o ensino no Brasil passou por modificações significativas, repercutindo nas condições para o trabalho docente e no processo de ensino-aprendizagem. O objetivo deste artigo é realizar uma pesquisa a respeito desta doença durante o Coronavírus no Brasil, considerando sua prevalência, fatores de riscos para o seu desenvolvimento, as principais causas durante a pandemia, possíveis tratamentos e consequências para o professor e a instituição em que trabalha. conclui-se que as propostas de intervenção e controle ainda são subjetivas, o que é influenciado pelo fato de que a síndrome demorou ser reconhecida como uma doença e que a maioria das pesquisas busca ainda entender as proporções e características desta condição. 

Biografia do Autor

Edineide Emília de Almeida Cruz, Faculdade Cuiabana de Educação e Letras

Licenciatura em Pedagogia — Faculdade Cuiabana de Educação e Letras.

Jonathan Diego Pereira Santos, UNIASSELVI

Graduação licenciatura em Pedagogia - Faculdade de Teologia Hokeman FATEH. Licenciatura em Matemática- Universidade Leonardo Da Vinci – UNIASSELVI.

Rosinei Pereira da Silva, UFMT

Graduação: licenciatura plena- UFMT. Pós Graduação: Psicopedagogia UFMT

Downloads

Publicado

02/08/2022

Como Citar

Cruz, E. E. de A. ., Santos, J. D. P. ., & Silva, R. P. da . (2022). A SÍNDROME DE BURNOUT EM DOCENTES DO ENSINO SUPERIOR DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(7), 1330–1338. https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6425

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.