A TÓPICA DO CARPE DIEM NA POÉTICA DE HERBERTO HELDER

Autores

  • Solange Damião Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6404

Palavras-chave:

Topoi. Carpe diem. Horácio. Herberto Helder.

Resumo

O objetivo deste trabalho é mostrar que ainda há na poesia contemporânea, autores que se valem de lugares-comuns da lírica clássica para compor suas obras. Segundo Curtius, os topoi originam-se da literatura antiga, sendo revisitados por poetas de diversos períodos, principalmente, da atualidade. Dessa forma, busca-se investigar a reincidência dos lugares-comuns carpe diem horaciano na poesia de Herberto Helder. Importa-nos, todavia, demonstrar o modo como escritores contemporâneos, embora sendo originais em suas criações, valem-se dos topoi consagrado por Horácio, modificando-os e significando-os ao acrescentar seu toque especial e os pensamentos de sua época.

Biografia do Autor

Solange Damião, Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP

Mestranda em Literatura portuguesa no Programa de Pós — Graduação em Letras da UNIFESP. Contato: solange.damiao@unifesp.br.

Downloads

Publicado

30/07/2022

Como Citar

Damião, S. . (2022). A TÓPICA DO CARPE DIEM NA POÉTICA DE HERBERTO HELDER . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(7), 1189–1198. https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6404