PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES PORTADORES DE HANSENÍASE NO BRASIL, ENTRE 2015 E 2019

Autores

  • Karina de Assis Carvalho Universidade de vassouras
  • Sebastião Jorge da Cunha Gonçalves Universidade de vassouras

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6240

Palavras-chave:

Hanseníase. Hanseníase multibacilar. Hanseníase paucibacilar. Mycobacterium leprae.

Resumo

A hanseníase é uma das principais causas preveníveis de incapacidade funcional no mundo, sendo que de 16 a 65% dos portadores cursam com danos irreversíveis. Além das deformidades, os pacientes geralmente apresentam menor qualidade de vida e 80% dos casos registrados no mundo estão concentrados na Índia, Brasil e Indonésia. O presente estudo tem o objetivo de analisar a incidência da hanseníase no Brasil, entre 2015 e 2019, traçando perfil epidemiológico dos portadores da doença. Foi realizado estudo observacional e transversal, a partir de dados secundários do Sistema de Informações de Notificações e Agravos (SINAN) e da Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (IVIS/MS). De 2015 a 2019 foram notificados 177.038 casos novos de hanseníase em território brasileiro, concentrados principalmente na região Nordeste, em indivíduos do sexo masculino, pardos, com ensino fundamental incompleto, sob a forma multibacilar e dimorfa; 7,4% cursavam com incapacidade funcional grau 2 ao diagnóstico. A taxa de detecção anual da doença aumentou desde 2016, apesar das estratégias globais para redução da hanseníase. O grande número de portadores da forma multibacilar é preocupante, pelo fato de ser mais grave e mais transmissível. O aumento de indivíduos com incapacidade ao diagnóstico é sinal de diagnóstico tardio e demora na procura de serviços de saúde, aumentando a probabilidade de desenvolvimento de deficiências permanentes. Diante disso, é necessário que o país realize políticas de promoção em saúde para as populações mais vulneráveis, a fim de reduzir a perpetuação da doença.

Biografia do Autor

Karina de Assis Carvalho, Universidade de vassouras

Estudante de medicina. Universidade de vassouras E-mail: karinac93@hotmail.com. ORCID: 0000-0001-8502-3911.

Sebastião Jorge da Cunha Gonçalves, Universidade de vassouras

Mestre. Universidade de vassouras. 

Downloads

Publicado

30/07/2022

Como Citar

Carvalho, K. de A. ., & Gonçalves, S. J. da C. . (2022). PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES PORTADORES DE HANSENÍASE NO BRASIL, ENTRE 2015 E 2019. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(7), 821–833. https://doi.org/10.51891/rease.v8i7.6240