SEGURANÇA E EFICÁCIA DA SEMAGLUTIDA, LIRAGLUTIDA E SIBUTRAMINA NO AUXÍLIO DO TRATAMENTO DA OBESIDADE

Autores

  • Bruna Ribeiro de Castro
  • Lucas da Silva Reis
  • Juliana Azevedo da Paixão

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5861

Palavras-chave:

Anorexígenos. Obesidade.  Atenção Farmacêutica.

Resumo

Este artigo trata-se de uma revisão de literatura de caráter integrativa construída através de artigos e publicações desde 2006 até 2022,. Esta revisão utilizou 21 destes artigos para elaboração textual e teve-se como critérios de inclusão os materiais publicados em revistas de saúde, PUBMed e SciELO. Ressalta-se o crescimento da obesidade na população mundial e o consequente aumento da terapia medicamentosa. O trabalho avalia a eficácia e segurança das substâncias Liraglutida, Semaglutida e Sibutramina, utilizadas na terapia, com base em seus mecanismos de ação no tratamento da obesidade, considerando-se as reações adversas documentadas e a importância do profissional farmacêutico  no auxílio da terapêutica, e como parte importante para garantia e monitoração da segurança e eficácia no tratamento. A chegada dos agonistas do GLP-1 como tratamento para obesidade traz uma alternativa menos prejudicial quando comparada com os métodos farmacológicos mais antigos, como o tratamento com a sibutramina. Mais estudos faz-se necessário para construção de mais evidências.

Biografia do Autor

Bruna Ribeiro de Castro

Farmacêutica, pós-graduanda em Farmácia Clínica e Hospitalar, MBA em Gestão de Farmácia e Drogaria. E-mail:  omsndebruna@hotmail.com.

Lucas da Silva Reis

 

Farmacêutico, pós-graduanda em Farmácia Clínica e Hospitalar.

Juliana Azevedo da Paixão

Farmacêutica, especialista em Farmacologia Aplicada a Prática Clínica, mestre em Recursos Genéticos Vegetais, doutoranda em Química.

Downloads

Publicado

18/06/2022

Como Citar

Castro, B. R. de ., Reis, . L. da S. ., & Paixão, J. A. da. (2022). SEGURANÇA E EFICÁCIA DA SEMAGLUTIDA, LIRAGLUTIDA E SIBUTRAMINA NO AUXÍLIO DO TRATAMENTO DA OBESIDADE. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 2925–2941. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5861