ANA E A MARGEM DO RIO: UMA ÍNDIA NAUÁ EM BUSCA DE SI MESMA

Autores

  • Vera Lúcia Lopes Dias Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5212

Palavras-chave:

Memória. Teoria. Identidade.

Resumo

Esse artigo buscou discutir a experiência com o outro – essa é a ideia central na obra “Ana e a Margem do Rio”, de Godofredo de Oliveira Neto. A leitura desse encantador romance captura desde a primeira página nossa atenção e pode ser considerado um tratado prático de Teoria Literária.  O presente trabalho, através de sua leitura prazerosa, objetiva o contato com o processo de construção identitária de uma índia Nauá. Mas acima de tudo, é analisado como um exemplo de experiência entre as diferenças, entre realidades culturais que se mesclam. Nos apresenta uma narradora que, ao tentar escrever as memórias das lendas contadas por sua mãe, compreende os processos imbricados na violência contra os povos indígenas, tecendo uma narrativa entre o diário e a fábula. O escritor nos traz uma índia de 17 anos, representante do povo Nauá que na tentativa de escrever as memórias das lendas contadas por sua mãe, acaba por nos fazer compreender a violência impetrada contra os povos indígenas e com isso despertando no leitor a consciência e necessidade de preservá-los.

Biografia do Autor

Vera Lúcia Lopes Dias, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrado em Educação na linha de Pesquisa em Educação Especial pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e Mestrado em Educação na Linha de Pesquisa Novas Tecnologias pela UNESA. É graduada em Engenharia-Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Letras (Português - francês) e Pedagogia (UERJ) e Análise de Sistemas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e Pós-Graduada em Redes de Computadores pela UNESA. Graduada em Pedagogia pela UERJ (e Letras pela UERJ. Possui Pós-Graduação em Educação Especial pela Universidade Estácio de Sá (UNESA). E-mail: veraluciadias1674@gmail.com.

Downloads

Publicado

31/05/2022

Como Citar

Dias, V. L. L. . (2022). ANA E A MARGEM DO RIO: UMA ÍNDIA NAUÁ EM BUSCA DE SI MESMA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(5), 179–188. https://doi.org/10.51891/rease.v8i5.5212