PREVALÊNCIA DE LESÕES MÚSCULOESQUELÉTICAS EM CORREDORES DE RUA DA CIDADE DE ARACAJU/SE

Autores

  • Edvaldo Bezerra da Silva Polícia Militar de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i4.5167

Palavras-chave:

lesões; corrida; prevalência.

Resumo

A prática do exercício físico de forma regular é tida como uma ferramenta de grande importância para prevenção de doenças e promoção de saúde. No Brasil o número de participantes de corrida de rua vem aumentando de forma exponencial tanto pela facilidade de sua prática como pelos amplos benefícios a saúde e o baixo custo envolvido. Porém, em paralelo com a popularização da prática, cresce também o risco e a prevalência de lesões em meio aos corredores. Diante desse contexto, entender a prevalência de lesões entre os corredores de rua e quais as principais variáveis podem estar associadas, torna-se importante para que se possa pensar e estudar estratégias de prevenção visando ações eficazes para minimizar os riscos de lesão. Participaram do estudo um total de 70 (setenta) indivíduos, com idade igual ou superior a 18 anos. O estudo foi composto por ambos os sexos, dos quais 51% do sexo masculino e 49% do sexo feminino com média de idade de 38,14±8,28 anos. 64% da amostragem possui seus treinos prescritos por profissionais da área de Educação Física, quanto ao nível de prática 54% se dizem em nível intermediário. 39% da amostragem apresenta ou apresentou algum tipo de lesão, sendo as mulheres mais acometidas por tal situação, 52%. A lesão com maior incidência foi a Síndrome do Estresse Tibial Medial, popularmente conhecida como canelite, com um percentual de 52%. Concluímos que, os praticantes de corrida estão sujeitos a muitos tipos lesões, que acometem principalmente os membros inferiores.

Biografia do Autor

Edvaldo Bezerra da Silva, Polícia Militar de Sergipe

Graduado em Educação Física - Unit; Polícia Militar de Sergipe; Centro de Ensino e Instrução; Instrutor de Educação Física; email: edbse@hotmail.com

Downloads

Publicado

30/04/2022

Como Citar

Silva, E. B. da . (2022). PREVALÊNCIA DE LESÕES MÚSCULOESQUELÉTICAS EM CORREDORES DE RUA DA CIDADE DE ARACAJU/SE. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(4), 1675–1685. https://doi.org/10.51891/rease.v8i4.5167