A RELAÇÃO HOMEM-TRABALHO NO BRASIL CONTEMPORÂNEO E OS IMPACTOS DA COVID-19: UM OLHAR DA TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

Autores

  • Kátia Assis de Oliveira Universidade Santo Amaro
  • Joice Cristina Cardoso da Silva Universidade Santo Amaro
  • Silvia Helena Modenesi Pucci Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v8i1.3825

Palavras-chave:

Trabalho. Desemprego. Covid-19. Terapia Cognitivo-Comportamental.

Resumo

O trabalho é constituinte do ser humano. Sua falta pode ser motivo de adoecimento físico e psíquico. Nesta pesquisa recorta-se a problemática da falta de trabalho em três períodos da história do Brasil: a década de 1980, em plena ditadura militar; os anos 2000, com a globalização e a informatização; e a partir de 2020 até a atualidade, com o contexto da pandemia de Covid-19. Por meio da metodologia de estudo de caso, apresenta-se uma análise sob a óptica da Terapia Cognitivo-Comportamental, com o objetivo de verificar possibilidades de intervenção para prevenir a instalação de sintomas frente aos impactos negativos do evento. Considerando-se a cognição como mediadora do comportamento humano, essa leitura contribui para a reestruturação de pensamentos e crenças que estão na raiz do adoecimento do indivíduo. Tendo em vista que certos padrões cognitivos e comportamentais possam causar sofrimento ao ser humano, a presente pesquisa vem apoiar os profissionais da Psicologia no atendimento a indivíduos que estejam enfrentando o problema da falta de trabalho.

Biografia do Autor

Kátia Assis de Oliveira, Universidade Santo Amaro

 Graduada em Psicologia - Formação de Psicólogo e Bacharelado  pela Universidade Santo Amaro – UNISA. Especialista em Língua Portuguesa- UNISA. Especialista em Língua Brasileira de Sinais-UNISA. Licenciatura Plena em Letras – Português/Inglês -UNISA.

Joice Cristina Cardoso da Silva, Universidade Santo Amaro

Graduada em Psicologia  formação de Psicólogo e Bacharelado  pela Universidade Santo Amaro – UNISA.

Silvia Helena Modenesi Pucci, Universidade do Minho

Silvia Helena Modenesi Pucci[1]

 

[1] Doutora em Psicologia da Saúde pela Universidade do Minho, UMINHO - Portugal (com revalidação pela Universidade de Campinas / UNICAMP. Setor Medicina - Brasil. Pesquisadora Membro do Grupo de Estudos de Jovens Investigadores da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade- SPEO. Pesquisadora Colaboradora no Grupo de Pesquisa da Universidade do Minho / Portugal. Processos Psicológicos Individuais e Familiares em Saúde e Doença. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Psiquiatria e Psicologia Médica - UNIFESP. Especialista em Psico-Oncologia pelo Hospital do Câncer/ SP. Especialista em Dependência Química Universidade Federal de São Paulo/UNIFESP. Especialista em Promoção e Prevenção à Saúde em Álcool, Tabaco e Outras Drogas (UNIFESP).  Coordenadora e Docente de Psicologia na Universidade Santo Amaro / UNISA - Brasil, em diversas disciplinas, bem como Supervisora hospitalar, Membro do NDE e atendimento junto alunos da Medicina - PAPU. Membro do Comitê de Ética e Orientadora de trabalhos científicos. Revisora de artigos Nacionais e Internacionais. (CV: http://lattes.cnpq.br/0913875901013757).

 

Downloads

Publicado

31/01/2022

Como Citar

Oliveira, K. A. de ., Silva, J. C. C. da ., & Pucci, S. H. M. . (2022). A RELAÇÃO HOMEM-TRABALHO NO BRASIL CONTEMPORÂNEO E OS IMPACTOS DA COVID-19: UM OLHAR DA TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 8(1), 479–509. https://doi.org/10.51891/rease.v8i1.3825

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)