A CONTRIBUIÇÃO DA EDUCAÇÃO PSICOMOTORA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Autores

  • Bruno Bezerra Fernandes Centro Universitário da Amazônia
  • Maelison de Siqueira Pinto Centro Universitário da Amazônia
  • Adriana dos Santos Bernardes Centro Universitário da Amazônia
  • Ronald Almeida de Sousa Centro Universitário da Amazônia

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i12.3493

Palavras-chave:

Educação psicomotora. Desenvolvimento infantil. Autonomia.

Resumo

Introdução: A educação psicomotora possibilita condições para que a criança tenha consciência de seu corpo e lateralidade, se colocar no espaço, controlar seu tempo e dominar com eficácia a coordenação de gestos e movimentos. Ela surgiu da necessidade do ser humano de trabalhar em cooperação. Por isso, envolve elementos, tais como o esquema e imagem corporal, coordenação global, equilíbrio, lateralidade, orientação espacial, latero-espacial e temporal, tônus, ritmo. Objetivo: revisar a literatura a respeito das contribuições da educação psicomotora no desenvolvimento infantil. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de revisão de literatura. Para tanto, serviram como base para as análises o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI, BRASIL, 1998), Carvalho (2020) entre outros. Resultados e discussão: As novas funções para a educação infantil devem estar associadas aos padrões de qualidade. Essa qualidade vem considerando os conceitos de desenvolvimento infantil em contextos sociais, ambientais e culturais e, mais especificamente, fornecendo-lhes os mais diversos elementos relacionados à linguagem e exposição para a construção de uma identidade autônoma. De modo geral, a educação psicomotora contribui para o desenvolvimento das crianças no que diz respeito ao equilíbrio corporal, sendo indispensável para a adaptação ao mundo exterior. Além disso, a coordenação global e fina também é estimulada, visando o melhor desempenho de habilidades futuras, como manusear lápis. É até um dos primeiros estímulos que podemos dar autonomia individual. Abrange todas as etapas do aprendizado infantil, lembrando sempre que cada criança tem o seu tempo, e esse desenvolvimento ocorre em qualquer momento da vida, por meio da vivência diária. A educação psicomotora realiza-se na escola, na família, no meio social, com a participação de educadores, dos pais e professores em geral. Conclusão: a educação psicomotora é de fundamental importância, tanto no processo de aprendizagem como no desenvolvimento infantil, diante de seu objeto de estudo ser o homem por meio do seu corpo em movimento, considerando seu mundo interno e externo.

Biografia do Autor

Bruno Bezerra Fernandes, Centro Universitário da Amazônia

Acadêmico do curso de Pedagogia do Centro Universitário da Amazônia UNAMA. Email:brunoferns02@gmail.com

Maelison de Siqueira Pinto, Centro Universitário da Amazônia

Acadêmico do curso de Pedagogia do Centro Universitário da Amazônia UNAMA

Adriana dos Santos Bernardes, Centro Universitário da Amazônia

Acadêmica do curso de Pedagogia do Centro Universitário da Amazônia UNAMA

Ronald Almeida de Sousa, Centro Universitário da Amazônia

Acadêmico do curso de Pedagogia do Centro Universitário da Amazônia- UNAMA.

Downloads

Publicado

30/12/2021

Como Citar

Fernandes, B. B. ., Pinto, M. de S. ., Bernardes, A. dos S. ., & Sousa, R. A. de . (2021). A CONTRIBUIÇÃO DA EDUCAÇÃO PSICOMOTORA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(12), 705–715. https://doi.org/10.51891/rease.v7i12.3493