NANOTECNOLOGIA APLICADA ÀS ESTRUTURAS METÁLICAS

ESTUDANDO O NANOGRAFENO COMO MAJORADOR DE RESISTÊNCIA ESTRUTURAL

Autores

  • Afrânio Pereira Junior Universidade Paulista
  • Amanda Ferreira Prado Universidade Paulista
  • Eduarda Cunha Nunes Universidade Paulista
  • Murilo Guilherme Miranda Universidade Paulista
  • Thais Bussmeyer Universidade Paulista
  • Leonardo Moraes Armesto UNIESP

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i11.3127

Palavras-chave:

Aço. Grafeno. Construção. Nanotecnologia. Epóxi.

Resumo

Ao longo dos anos, as estruturas metálicas conquistaram o seu lugar na construção civil, embora no Brasil, as estruturas de concreto armado ainda sejam o sistema tradicional mais utilizado, o país é um dos maiores produtores mundiais de aço. Diante do panorama atual de desenvolvimento das pesquisas nanotecnológicas e a busca por aprimoramento no uso das estruturas metálicas no mercado da construção civil, o presente trabalho aponta que a mistura do óxido de grafeno em tintas anticorrosivas aplicadas no aço pode garantir um alto desempenho na manutenção de grandes estruturas metálicas, possibilitando encontrar maneiras mais ecológicas de evitar a corrosão relacionando a incorporação do grafeno na construção civil. O grafeno é um material que os especialistas acreditam ser muito adequado para unir os departamentos de pesquisa e indústrias, visto que o mercado e a lucratividade potencial são enormes. Portanto, obtido através do processo de esfoliação, o grafeno utilizado como fruto de estudos com a função de revestimento anticorrosivo através da sua ativação no sistema epóxi composto por dois componentes, sendo o componente A baseado em Bisfenol A e o componente B um catalizador endurecedor da tinta epóxi (componente A). O principal objetivo desta pesquisa é a análise da aplicabilidade do nanografeno como aditivo complementar nas tintas e resinas epóxi utilizadas atualmente de maneira a evitar a corrosão das estruturas metálicas, como alternativa de maximizar a proteção anticorrosiva. Para avaliar a eficácia do revestimento estudado, foram realizadas pesquisas de autores que realizaram ensaios de corrosão: ensaio de Salt Spray, o qual faz uso da câmara de névoa salina por meio da pressurização de ar e o ensaio de imersão total, onde basicamente, consiste em submergir por completo os corpos de prova em câmaras com água e temperatura controlada.

Biografia do Autor

Afrânio Pereira Junior, Universidade Paulista

Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Paulista. E-mail: afranio 090@gmail.com.

Amanda Ferreira Prado, Universidade Paulista

Graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Paulista. E-mail: amandafprado@gmail.com

Eduarda Cunha Nunes, Universidade Paulista

Graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Paulista. E-mail: eduardacnquaresma@hotmail.com.

Murilo Guilherme Miranda, Universidade Paulista

Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Paulista. E-mail: eduardacnquaresma@hotmail.com

Thais Bussmeyer, Universidade Paulista

Graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Paulista. E-mail: thaisbussmeyer@gmail.com

Leonardo Moraes Armesto, UNIESP

Doutorando Acadêmico em Engenharia de Materiais e Nanotecnologia, Mestrado em Bioengenharia pela UNIESP-Universidade Brasil, pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios na instituição de ensino Centro Universitário Monte Serrat (Unimonte), Pós-Graduação "Extensão" em Energias Renováveis, pela Politécnica Universidad de Madrid e em Astrofísica pela Universidade de Santa Catarina. Especialista em Arquitetura, Construção e Gestão de Edificações Sustentáveis. Especialização em Filosofia e História da Ciência, Ensino: Astronomia. Graduado em Engenharia Civil na instituição Centro Universitário Monte Serrat, Engenharia Eletricidade e Engenharia Industrial Mecânica pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada, Licenciatura em Física, Matemática e Filosofia, Licenciado em Química (Nível R2) e Licenciando em História pela Universidade de Franca e Cruzeiro do Sul, respectivamente; além de Medicina pela autarquia pública na Faculdade Municipal de São Caetano do Sul. Empresário, Palestrante, Assessor e Consultor em assuntos de planejamento estratégico. E-mail: leonardo.armesto@docente.unip.br

Downloads

Publicado

30/11/2021

Como Citar

Pereira Junior, A. ., Prado, A. F. ., Nunes, E. C. ., Miranda, M. G. ., Bussmeyer, T. ., & Armesto, L. M. . (2021). NANOTECNOLOGIA APLICADA ÀS ESTRUTURAS METÁLICAS: ESTUDANDO O NANOGRAFENO COMO MAJORADOR DE RESISTÊNCIA ESTRUTURAL. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(11), 982–993. https://doi.org/10.51891/rease.v7i11.3127