TRATAMENTO DA DEPRESSÃO COM ELETROCONVULSOTERAPIA (ECT) / ELETROCHOQUE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA

Autores

  • Luis Paulo Machado Scalise Medicina pela Universidade Brasil
  • Matheus Gonçalves Amarante Cruz Medicina pela Universidade Brasil
  • Marcelo Henrique Machado Scalise Universidade Camilo Castelo Branco

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2705

Palavras-chave:

Depressão. Eletroconvulsoterapia. Eletrochoque. Estratégias. Psiquiatra.

Resumo

Introdução: Como é sabida, a depressão é considerada como grave problema de saúde pública, por produzir impactos bastante negativos na vida do paciente e também de toda a família e dessa forma compromete os diversos aspectos pessoal, social e também laboral. Existem diversos tipos de tratamento, dentre eles o medicamentoso, a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) e a Eletroconvulsoterapia (ECT) ou também conhecida como Eletrochoque. A ECT abarca a indução de uma convulsão para fins terapêuticos a partir da administração de um choque de estímulo elétrico de frequência variável. Esta última e também objeto de estudo foi por longa data estigmatizada. Objetivo: Verificar por meio de uma revisão sistemática a importância e eficiência da Eletroconvulsoterapia (ECT) no tratamento da Depressão. Métodos. Trata-se de uma revisão sistemática da literatura, na qual foram analisadas as seguintes etapas: identificação da questão da pesquisa, busca na literatura, categorização dos estudos, avaliação dos estudos, interpretação dos resultados e síntese do conhecimento.  Optou-se pela base de dados pela base de dados National Library of Medicine e National Institutes of Health (MEDLINE), acessada por meio do sistema PubMed. A estratégia de busca utilizou as seguintes combinações de palavras-chave: A estratégia de busca utilizou as seguintes combinações de palavras-chave: “Depression”; “Electroconvulsive therapy”; “Electroshock”; “Strategies”; “Psychiatry””. Resultados. Fizeram parte do escopo desta revisão 10 artigos que demonstraram ter relação intrínseca em seus resultados quanto à eficácia da ECT no tratamento da depressão. Conclusão. Apesar das limitações encontradas (número ínfimo de artigos encontrados na língua corrente que abarcavam os descritores) concluiu-se que a depressão é problema de saúde pública e acomete, inclusive, o transtorno depressivo maior (TDM) já é considerado uma das principais doenças incapacitantes do mundo, afetando aproximadamente 350 milhões de pessoa. Concluiu-se ainda ser a ECT opção de tratamento muito eficaz e deve ser disponível para pacientes selecionados.

Biografia do Autor

Luis Paulo Machado Scalise, Medicina pela Universidade Brasil

Graduação em Medicina pela Universidade Brasil. Email: dr.luispauloscalise@hotmail.com

Matheus Gonçalves Amarante Cruz, Medicina pela Universidade Brasil

Graduação em Medicina pela Universidade Brasil.

Marcelo Henrique Machado Scalise, Universidade Camilo Castelo Branco

Graduado em medicina pela Universidade Camilo Castelo Branco.

Downloads

Publicado

30/10/2021

Como Citar

Scalise, L. P. M. ., Cruz, M. G. A. ., & Scalise, M. H. M. . (2021). TRATAMENTO DA DEPRESSÃO COM ELETROCONVULSOTERAPIA (ECT) / ELETROCHOQUE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 1915–1933. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2705