A ORIENTAÇÃO FARMACÊUTICA AO CONSUMO INDISCRIMINADO DO PARACETAMOL

Autores

  • Bianka Cárita Ferreira de Oliveira Universidade Iguaçu
  • Leonardo Guimarães de Andrade Universidade Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2671

Palavras-chave:

Paracetamol. Automedicação. Farmacêutico.

Resumo

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o paracetamol deve ser usado com cautela, “sempre observando a dose máxima diária e o intervalo entre doses, conforme as recomendações contidas na bula, para cada faixa etária”. Sendo a farmácia uma instituição de saúde, de acesso fácil e gratuito, onde o usuário, muitas vezes, procura, em primeiro lugar, facilitando o aumento no consumo desses medicamentos e consequentemente o aumento do número de intoxicações por fármacos. Neste sentido o profissional farmacêutico tem o papel de orientar com o intuito de combater o a automedicação, deve estar preparado para atuar na atenção farmacêutica como estratégia para diminuir o uso desnecessário de medicamentos e, dessa forma, melhorar a adesão farmacoterapêutica.

Biografia do Autor

Bianka Cárita Ferreira de Oliveira , Universidade Iguaçu

Aluna do curso Bacharel em Farmácia da UNIG – Universidade de Nova Iguaçu. E-mail: biia.carita@gmail.com

Leonardo Guimarães de Andrade, Universidade Iguaçu

Enfermeiro/Odontologia pela UNIG – Universidade de Nova Iguaçu

Downloads

Publicado

31/10/2021

Como Citar

Oliveira , B. C. F. de ., & Andrade, L. G. de . (2021). A ORIENTAÇÃO FARMACÊUTICA AO CONSUMO INDISCRIMINADO DO PARACETAMOL. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 1416–1427. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2671

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>