BENEFÍCIOS DA FISIOTERAPIA AQUÁTICA EM IDOSOS COM OSTEOARTROSE DE JOELHO

Autores

  • Bruna dos Santos Modesto UNIBRAS
  • Kauara Vilarinho Santana Vieira UNIBRAS

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2612

Palavras-chave:

Osteoartrose. Hidroterapia. Fisioterapia.

Resumo

A osteoartrose é uma patologia reumática crônico-degenerativa em que ocorre o estresse celular e por consequência a degradação da matriz extracelular. A fisioterapia aquática é um recurso fisioterapêutico que vem sendo bastante utilizado na recuperação de pacientes com doenças como a osteoartrose, por possuir uma grande vantagem decorrente das propriedades físicas e dos efeitos fisiológicos da água, ela auxilia na diminuição da sustentação de peso nas articulações, músculos e ossos, progredindo no fortalecimento muscular dos pacientes, além de facilitar os movimentos e elevar o encorajamento emocional para o retorno das atividades no solo. O objetivo deste estudo é evidenciar os benefícios da fisioterapia aquática em idosos com osteoartrose de joelho, como alívio dos sintomas, contribuindo para uma melhor funcionalidade e qualidade de vida. Trata-se de uma revisão bibliográfica onde os artigos foram acessados por meio de bases de dados publicados entre 2011 a 2021. Foi possível concluir através deste estudo que, a fisioterapia aquática é um importante recurso na reabilitação dos pacientes com osteoartrose, trazendo o alívio de dores, aumentando a capacidade funcional de articulações acometidas, retorno da independência nas atividades diárias, e uma melhor qualidade de vida.

Biografia do Autor

Bruna dos Santos Modesto, UNIBRAS

Graduanda do curso de Fisioterapia Pela instituição de ensino Faculdade UNIBRAS- Rio Verde

Kauara Vilarinho Santana Vieira, UNIBRAS

Fisioterapeuta, especialista em Traumato-Ortopedia e Desportiva Professora na Faculdade UNIBRAS- Rio Verde.

Downloads

Publicado

30/10/2021

Como Citar

Modesto, B. dos . S. . ., & Vieira, K. V. S. . (2021). BENEFÍCIOS DA FISIOTERAPIA AQUÁTICA EM IDOSOS COM OSTEOARTROSE DE JOELHO. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 703–718. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2612

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.